menu

Homem baleado em bar morre e suspeito se apresenta

Joelso Menger dos Santos foi baleado no domingo e não resistiu aos ferimentos. No mesmo dia, o suspeito de efetuar os disparos se apresentou à delegacia, com um advogado

Faleceu na manhã dessa quarta-feira (03), na Santa Casa da Misericórdia, em Ponta Grossa, Joelso Menger dos Santos, 44 anos. O homem foi baleado durante uma brigar de bar, ocorrida no domingo (31), no Bairro Boa Vista, região norte de Ponta Grossa. O suspeito de efetuar os disparos, cujo nome não foi revelado pelas autoridades, se apresentou a delegacia, também na manhã de ontem, acompanhado de um advogado.

A equipe do Jornal da Manhã conversou com um dos familiares de Joelso Menger, e, segundo este familiar, o suspeito teria confessado aos policias, a autoria do crime. “Até onde a gente sabe, a pessoa que se apresentou hoje, disse que atirou no Joelso no momento da briga”, relata um dos familiares em conversa com o JM. A informação sobre a apresentação do suspeito foi confirmada pelo Delegado do Setor de Homicídios da Polícia Civil. “Ele se apresentou pela manhã, afirmando que efetou os disparos contra a vítima. Em seguida ele foi ouvido e liberado”, confirmou o delegado Josimar Antônio da Silva.

Ainda segundo um dos familiares de Joelso Menger, a motivação da briga ainda é desconhecida. “Nós são sabemos o que levou ele a se envolver nesta confusão, que acabou em tragédia”, diz um dos familiares. A pedido da própria família, o Jornal da Manhã não irá divulgar o nome do integrante da família de Joelso Menger.

“No dia em que aconteceu a briga e os tiros, ele comentou que tinha convidado uns amigos pra ir até esse bar, porém nenhum deles topou sair, e mesmo assim ele foi sozinho”, relata um familiar da vítima. “Nós acreditamos que ele não conhecia ninguém no lugar, porque o bar fica na Boa Vista e ele morava no Rio Verde e não costumava ir nesse lugar”, assinala. Joelso Menger dos Santos não era casado, nem possuía filhos. De acordo com a família, ele morava com um de seus quatro irmãos e trabalhava como Operador de Empilhadeira na cidade.

A confusão aconteceu em um bar na Rua Batista França e Silva. Joelso Menger teria entrado em uma discussão com um homem dentro do bar, quando foi alvejado com três disparos de arma de fogo. Os disparos atingiram a região do tórax do operador. O Corpo de Bombeiros e o Samu foram até o local para prestar o atendimento médico. Ele foi encaminhado para a Santa Casa de Misericórdia de Ponta Grossa onde permaneceu internado até a manhã de terça feira, quando veio a falecer. O velório do Operador de Empilhadeira aconteceu na Capela Luto Santana, Bairro de Uvaranas. Seu sepultamento acontece hoje às 9h30 no Cemitério Parque Jardim Paraíso.

CASO É INVESTIGADO NA 13º SDP
Polícia de PG instaura inquérito
Segundo o delegado do Setor de Homicídios da Polícia Civil de Ponta Grossa, Josimar Antônio da Silva, o caso ainda está sendo investigado pelo órgão. De acordo com o delegado, os exames periciais no local onde ocorreu os disparos já foram feitos e o setor aguarda agora, o resultados destes exames. “A partir de agora vamos ouvir mais algumas testemunhas do caso e aguardar o resultados do exames, para encaminhar estas provas à vara criminal”, diz o Delegado Josimar. O suspeito que se apresentou como o autor dos disparos contra Joelso Menger, deverá responder o inquérito em liberdade. “Ele não permaneceu preso, pois não havia nenhum mandado de prisão expedido em nome dele”, declara o delegado.

Últimas Notícias
Cotidiano 21/04/2019 ás 11:56h
Cotidiano 21/04/2019 ás 11:03h
Ponta Grossa 21/04/2019 ás 09:29h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/250000/cover_00256850_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades