menu

Idosos contam histórias para 200 estudantes em Arapoti

Crianças de Arapoti conheceram a histórias do Distrito Cerrado durante um encontro de gerações

“Em caso de assombração, melhor não duvidar da aparição”. Maria Aparecida Prado ouviu de seus pais e avós, agora repassa para os seus filhos e netos as histórias contadas que “aconteceram de verdade” lá no município de Arapoti. Foi por meio do projeto Contos e Lendas promovido pelo setor de Cultura da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) que a Prefeitura estimulou esta ‘troca de experiências’ entre a terceira idade e as crianças arapotienses.

No município de Arapoti as crianças da Rede Municipal de Ensino do 2º ao 5º ano participaram do projeto. “200 alunos puderam ouvir as histórias contadas por cinco idosos. Os encontros aconteceram nas próprias escolas e também na Biblioteca Cidadã”, contou Valéria Gouveia, que atua na Secretaria de Educação e Cultura do Município. Os contos resgatados são de uma Arapoti antiga, com referência a uma fábrica de papel que por lá funcionava - a Southern Brazil Lumber & Colonization Companye, ou quando o município tinha somente “a rua de cima e a rua debaixo”. “O que as separava era a linha do trem”, recorda Valéria.

A antiga fábrica de papel, inclusive, foi que começou o desenvolvimento da localidade – na época era conhecido como Distrito do Cerrado, ou antiga Fazenda Jaguariaíva, em 1910. Com a fábrica veio o comércio, a delegacia, a escola. “Era um lugar muito bonito. Tinha de tudo lá”, lembra Maria Aparecida.

Para o projeto, foram duas lendas as escolhidas. Uma conta a história da “Noiva da linha do trem”, que pouco antes de celebrar o matrimônio teve uma morte brutal e continua a vagar pelas Ruas de Arapoti. A outra, contada por Dona Maria Aparecida, aconteceu com a sua família mesmo. “Meu pai me contava quando eu era ainda muito jovem. Nós morávamos lá próximo à Fábrica de Papel, local de trabalho de muitos moradores”, recorda.

Como em diversas outras localidades, por lá se falava muito de potes de ouro enterrados. “Como não tinha banco, os mais afortunados costumavam enterrar o seu tesouro”, conta. Mas o que as pessoas não sabiam era que ao procurar pelo tesouro teriam que encontrar primeiro um esqueleto... Foi esta a história que foi ao ar no quadro Contos e Lendas no Programa Tribuna da Massa. “E ela foi contada pela própria Maria Aparecida na TV”, ressalta Valéria.

Conforme Valéria, as crianças que puderam participar das Rodas de Conversas que trouxeram o resgate das Lendas ficaram encantadas em saber histórias que “supostamente, ou, como confirmaram alguns idosos, realmente aconteceram”. “Muitas participaram ativamente com algumas lendas que foram contadas por seus avós ou bisavós”, exultou.


‘Lenda de Doraci’ será relatada em livro da AMCG

Cada município que está participando do Projeto Contos e Lendas irá divulgar suas histórias que não foram ao ar no programa Tribuna da Massa, em um box com 19 livros. O município de Arapoti escolheu detalhar nas páginas escritas, sobre a Noiva da Linha do Trem, desta forma, quem desejar saber mais sobre este conto, poderá ler na integra após o lançamento da publicação dos livros do Contos e Lendas dos Campos Gerais, promovido pela AMCG Cultura.

Com informações da Assessoria de Imprensa

Últimas Notícias
Ponta Grossa 30/07/2019 ás 08:16h
Ponta Grossa 30/07/2019 ás 07:48h
RC Coluna 30/07/2019 ás 01:25h
Bom Dia Astral 30/07/2019 ás 01:01h
Campos Gerais 29/07/2019 ás 21:58h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/260000/cover_00269054_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades