menu

HU se prepara para receber infectados por Covid-19

Hospital é referência para atendimentos de casos de Coronavírus que sejam encaminhados pelos 12 munícipios da 3ª Regional de Saúde

Com o avanço do novo Coronavírus (Covid-2019) no Paraná, o Hospital Universitário da UEPG iniciou um plano de contingência e uma estrutura, com o apoio do Exército Brasileiro, para atender casos mais graves da doença. O Hospital é referência para atendimentos de casos de Coronavírus, que sejam encaminhados pelos 12 munícipios da 3ª Regional de Saúde.

Nesta quinta-feira (19), o reitor Miguel Sanches Neto anunciou que, em 15 dias, o Hospital contará com novos equipamentos para 3 novas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). A solicitação foi realizada na semana passada à Justiça Federal e ao Ministério Público Federal de Ponta Grossa, que destinaram cerca de R$ 170 mil para compra de 3 respiradores e 3 monitores multiparametricos, que serão destinadas ao combate do Coronavírus.

Medidas Adotadas

Os gestores estaduais de saúde já contabilizam 8.000 casos suspeitos, 328 confirmados e três mortes no país. Ainda não existem casos confirmados em Ponta Grossa, mas várias medidas foram tomadas pelo corpo clínico do HU para atendimento à população sem que haja o contágio de pacientes e visitantes. Pessoas que forem encaminhadas com sintomas respiratórios terão um atendimento inicial na porta de entrada do hospital. A medida faz parte do plano de contingência baseado nos hospitais da Europa e Estados Unidos que adotaram o distanciamento social para evitar a contaminação.

Segundo a diretora geral do HU-UEPG, Luciane Cabral, as equipes se reúnem diariamente para analisar a situação da pandemia, a partir do quadro que se apresenta no exterior e no Brasil. “Nós estudamos todas as questões, informações e dados epidemiológicos e avaliamos o que pode ser aproveitado para o hospital. É importante aprender com outras experiências. Essa análise constante orienta as nossas ações e tomadas de decisão”.

Triagem

A nova estrutura de pré-triagem conta com estoque de materiais e insumos para a realização de exames em pacientes com suspeita da doença. Segundo Luciane Cabral, a instalação das tendas é a fase inicial do plano de contingência. “Nessa primeira etapa, nós nos organizamos para fazer a triagem dos pacientes na entrada do hospital, para que eles não fiquem aglomerados”.

O médico Fernando Antônio de Lima Torres, diretor técnico do HU, conta que as barracas localizadas na área externa são resultado de uma parceria realizada entre o HU-UEPG e o Exército que se colocou à disposição para ajudar com questões como organização, logística, infraestrutura e mão de obra, caso seja necessário.

“Em etapa posterior, vamos destinar uma área do Hospital para pacientes internados com Covid-19 que será composta por 13 leitos de UTI e 15 leitos clínicos. Além disso, continuaremos, em meio a todo esse processo, com o treinamento das equipes e a sensibilização, não somente daqueles que estão na linha de frente, mas de toda a hotelaria, equipe de limpeza, da cozinha, do administrativo sobre esse novo vírus”, reitera a Luciane Cabral.

Segundo a diretora, o HU-UEPG vem trabalhando em processos e conforme ocorra o aumento no número de pacientes, as equipes são redirecionadas. “O Hospital Universitário está organizado a partir de um planejamento estratégico que é baseado na monitoração constante da pandemia. Nós já temos uma meta estabelecida e planos de ação e contingência previstos”, diz.

Torres reforça a importância de avaliar outras regiões. “A racionalidade que os outros países nos ensinaram é a de observar o nível de disseminação da doença. Então, se você comparar Curitiba com Ipiranga, por exemplo, perceberá que eles estão em níveis de atenção diferentes por conta da expansão. Por isso, estamos analisando constantemente o nível de atenção de Ponta Grossa”, diz.

Mudanças no Hospital Universitário

De acordo com o vice-reitor, Everson Krum, no início de fevereiro, as equipes do Hospital Universitário passaram por capacitação com informações sobre os sinais, sintomas, formas de prevenção e de contingência da doença. Apesar de não haver nenhum caso registrado na cidade, o hospital já adotou uma série de medias para que os agentes de saúde não sejam pegos de surpresa.

Suspensão

A partir desta quarta-feira (18), passou a vigorar a suspensão no atendimento ambulatorial que envolvia atividades acadêmicas. Os demais ambulatórios são mantidos, exceto para pacientes acima de 60 anos e para pacientes de qualquer idade que sejam portadores de doenças crônicas. Como medida preventiva, também serão suspensas, a partir da próxima semana, as cirurgias eletivas. Os atendimentos de urgência e emergência serão mantidos.

Visitantes

Nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) será permitida a entrada de uma pessoa, uma vez ao dia, para a visita da tarde, desde que o visitante não seja do grupo de risco e não apresente sintomas gripais. Estão suspensas também as visitas religiosas e de representantes de empresas e laboratórios.

Nos demais internamentos, o paciente poderá receber uma única visita ao dia desde que este esteja fora do grupo de risco e não apresente sintomas gripais. As gestantes podem ter um acompanhante, desde que a pessoa não esteja no grupo de risco e não tenha sintomas gripais.

Principais sintomas e formas de prevenir

Os principais sintomas do Coronavírus são semelhantes aos da gripe, como febre, tosse, dor de garganta, coriza e dificuldade para respirar. Em casos mais graves, a doença pode causar infecção do trato respiratório, como ocorre em casos de pneumonias.

Uma das principais formas de prevenir, é com a higienização constante das mãos. O ato é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das principais formas de combater epidemias. Dados mostram que o hábito pode reduzir a contaminação por vírus e também por bactérias. Outro aliado na prevenção do Covid-19 é o álcool gel que é eficaz e pode ser utilizado tanto nas mãos, quanto em objetos.

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa disponibilizou, desde segunda-feira (16), uma central telefônica para que as pessoas possam tirar dúvidas sobre o Coronavírus. O serviço funcionará 24 horas por dia com uma equipe que ficará à disposição para orientar a população pelo número (42) 3220-1019.

Informações assessoria de imprensa.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 20/03/2020 ás 09:41h
Cotidiano 20/03/2020 ás 09:10h
Ponta Grossa 20/03/2020 ás 08:37h
Ponta Grossa 20/03/2020 ás 08:22h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/310000/cover_00317671_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades