menu

Prefeitura inicia cadastramento do Parque Ecotecnológico

Em um levantamento inicial realizado pelo grupo de trabalho, foram identificados 18 parques da modalidade em diversas fases de maturidade

O prefeito Marcelo Rangel recebeu, na tarde desta terça-feira (20), a visita de representantes do governo do Estado para início do credenciamento do Parque Ecotecnológico Professor Sergio Escorsim no Sistema Estadual de Parques Tecnológicos (Separte), iniciativa que tem por objetivo fortalecer o ecossistema de inovação regional. Em um levantamento inicial realizado pelo grupo de trabalho, foram identificados 18 parques da modalidade em diversas fases de maturidade.

De acordo com o secretário executivo do Separtec, José Maurino Martins, no Paraná existem muitos ativos desenvolvendo tecnologia, mas que se encontram dispersos. “A ideia é criar um ambiente favorável para inovação e desenvolvimento no Estado a partir da conexão entre os parques tecnológicos, as pessoas e as iniciativas”, afirmou.

A partir do encontro realizado ontem, o Parque Ecotecnológico de Ponta Grossa iniciou o cadastramento provisório no Separtec e o município passa a figurar no radar de inovação do Estado. “A reunião foi importante não somente para o município, mas para que os parceiros que também participaram pudessem entender que o parque precisa atender determinadas diretrizes. Agora nós temos parâmetros sólidos para construir nosso plano de trabalho e recebemos uma devolutiva sobre o que nós ainda precisamos fazer”, explicou a coordenadora de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação, Tônia Mansani.

O projeto é realizado pela Secretaria de Fazenda do Estado e pela Superintendência Geral da Ciência em convênio com uma empresa privada por meio do Programa Paraná Competitivo. A empresa, através do Sebrae, realizará os serviços para desenvolver o Sistema de Credenciamento e Avaliação dos Parques Tecnológicos no Estado do Paraná sob a gestão do Separtec. Durante o cadastro inicial foram consideradas condições como aproximação e relação com universidades e instituições de ensino superior, inserção do parque no Plano Diretor municipal, equipamentos, serviços e perspectivas.

 

Região do Parque Ecotecnológico já recebeu investimentos

Durante a reunião o prefeito Marcelo Rangel reforçou a importância da efetivação do Parque Ecotecnológico em Ponta Grossa. “Temos alguns pontos que nos favorecem, como a presença da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, o Instituto Federal do Paraná que deve se instalar no início do próximo ano, a Universidade Estadual de Ponta Grossa, que já solicitou uma área no local e a possibilidade das instituições privadas de se instalarem. Além disso, é o único Parque Ecotecnológico do Estado e com área verde preservada”, afirma.

Rangel ressaltou ainda os trabalhos já iniciados para implantação do parque. Recentemente o Município investiu R$ 539 mil na pavimentação do Parque Ecotecnológico. As obras de mais de 392 metros já estão prontas e aguardam finalização da pintura.

De acordo com o secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP), José Loureiro, estão em andamento também demais trabalhos para que o projeto seja aplicado brevemente. “No último mês fomos à Florianópolis realizar um estudo do ecossistema em quatro entidades que atuam em inovação e tecnologia, visando conhecimento e aplicação no Parque Eco Tecnológico, além da realização de parcerias para compreender a melhor forma de implantar o parque”, explica.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 22/08/2019 ás 09:28h
Ponta Grossa 22/08/2019 ás 09:00h
Cotidiano 22/08/2019 ás 09:00h
Cotidiano 22/08/2019 ás 08:40h
Ponta Grossa 22/08/2019 ás 08:20h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/280000/cover_00282126_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades