menu

PG envia 31 mil caminhões a Paranaguá em 2019

Município é o segundo que mais exportou grãos de janeiro a agosto no Paraná, somando 1,26 milhão de toneladas de graneis


O município de Ponta Grossa destaca-se em âmbito estadual no envio de cargas para exportação através do portos do Paraná. Em um balanço divulgado nesta segunda-feira (9) ao Portal aRede e ao Jornal da Manhã pelo diretor presidente da empresa pública Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, foi revelada a informação que 11,2% do total de graneis do Paraná exportados pelos portos paranaenses são originados de Ponta Grossa. Isso representa que 1,26 milhão de toneladas de soja, milho e farelo de soja exportados saíram do maior município dos Campos Gerais. Esse é o segundo maior valor para um município do Estado do Paraná.

Somente de farelo de soja foram 928.920 toneladas comercializadas para outros países, o principal produto exportado por Ponta Grossa. Logo na sequência, destacou-se a quantia de 297.241 toneladas de soja em grão, seguida pelas 32.799 toneladas de milho. Essa movimentação foi transportada, além das diversas viagens de trens, por 31.725 caminhões. “São mais um milhão de toneladas, o que agrega muito na nossa movimentação. Esse valor contribui e nos incentiva a um melhor desenvolvimento os portos do Paraná, para otimizar a cadeia e os paranaenses tenham um maior ganho real na sua exportação”, destacou Garcia.

No total de exportações de graneis, de janeiro a agosto foram 15,37 milhões de toneladas de soja, farelo de soja e milho exportados pelos portos paranaenses, originários de 240 municípios diferentes. Desse total, 11,25 milhões tiveram origem no próprio Paraná. “Além desses quase 12% que têm como origem Ponta Grossa e região, quase todas as cargas que vêm do Oeste via rodoviária acabam passando por aqui. Isso condiz com a importância da realização de novos investimentos para reduzir o custo da matriz logística”, informou o diretor presidente. 

De modo geral, a movimentação dos Portos do Paraná passou dos 35,6 milhões de toneladas. O volume registrado nos oito meses do ano é praticamente o mesmo de 2018. Cerca de 63,5% do total movimentado são de exportação. O segmento da carga geral é que apresenta maior aumento: 7%. Este ano, de janeiro a agosto, foram quase 7,4 milhões de toneladas contra 6,9 milhões movimentados no ano passado.


Exportações de carne suína têm alta de 33% neste ano

A carne de porco também registra aumento significativo neste ano. De janeiro a agosto deste ano foram 45,5 mil toneladas exportadas, volume 33,8% maior que o registrado em 2018, com 34 mil toneladas movimentadas. Os principais destinos são Hong Kong, China, Cingapura, Vietnã e Albânia. Segundo o economista Marcelo Garrido, do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura, esse aumento ainda é reflexo da perda da China e dos vizinhos do sudeste asiático nos próprios rebanhos com a peste suína.

Últimas Notícias
RC Coluna 10/09/2019 ás 02:00h
Bom Dia Astral 10/09/2019 ás 00:00h
Homem-estilo 09/09/2019 ás 22:30h
Insana 09/09/2019 ás 21:30h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/280000/cover_00284611_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades