menu

Klabin amplia aporte para R$ 4,7 bi em 2020

Em apenas dois anos, empresa projeta investir cerca de R$ 6 bilhões na região dos  Campos Gerais 


Em evento realizado para investidores na última sexta-feira (22), o ‘Invest Day’, a Klabin, gigante brasileira do setor de papel e celulose, que possui duas unidades fabris nos Campos Gerais, anunciou uma elevação nos investimentos previstos para 2020. Conforme divulgado por executivos, o aporte total será na casa de R$ 4,73 bilhões. A maior parte deste bolo, R$ 3,83 bilhões (cerca de 80%), será destinado para a construção do Projeto Puma II, construído no mesmo complexo da Unidade Puma I, no município de Ortigueira, na localidade conhecida como Campina dos Pupos, na divisa com Telêmaco Borba - onde está a outra planta da empresa, a Unidade Monte Alegre. 

De acordo com os números apresentados, a empresa deverá fechar o ano 2019 com R$ 2,59 bilhões, dos quais, a maior parte também destinada ao Projeto Puma, o qual deverá consumir R$ 1,44 bilhão. Em seis meses de obras, até setembro deste ano, a Klabin já investiu - o que significa que cerca de mais R$ 718 milhões serão aportados apenas nestes últimos três meses de 2019, até o final de dezembro. Além disso, entre outros investimentos para as fábricas e no investimento em florestas e outros projetos, a empresa aplicará R$ 1,15 bilhão.

Seguindo essa lógica de investimento, como a empresa pretende aportar R$ 6 bilhões na primeira fase do projeto, que deverá ficar pronta até meados de 2021, restarão pouco mais de R$ 700 milhões para a conclusão da unidade com a 1ª máquina. Ela será capaz de produzir 450 milhões de toneladas de papel kraftliner de baixa e média gramatura. Hoje as obras se encontram 9,5% prontas, à frente do planejado, que era de 8,8%. Das obras civis previstas, 22% já foram realizadas.

Como a maior parte dos investimentos será realizado nessa primeira fase, restarão cerca de R$ 3 bilhões para a segunda fase, que será iniciada em julho de 2021 e concluída ao final do primeiro semestre de 2023, que completará o aporte de R$ 9,1 bilhões previstos. A segunda máquina conseguirá produzir 470 mil toneladas de papel kraft de média e alta densidade por ano.

Porto receberá aporte de R$ 130 mi da Klabin

Em agosto, a Klabin venceu o leilão portuário garantindo acesso à uma área de 27.530 m² pelo prazo de 25 anos, passível de prorrogação por mais 45 anos. Os investimentos previstos no local são de cerca de R$ 130 milhões, com início das operações programado para 2022. Na última semana, a empresa foi homologada e a previsão é que a assinatura do contrato ocorra até o final deste ano. Em paralelo, a companhia desenvolve o projeto e o trâmite para a liberação da licença de instalação junto ao Governo do Estado. Além de maior agilidade, resultará em maior eficiência no escoamento de sua produção.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 26/11/2019 ás 00:11h
Cotidiano 25/11/2019 ás 20:59h
Campos Gerais 25/11/2019 ás 19:52h
Ponta Grossa 25/11/2019 ás 19:04h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/300000/cover_00304189_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades