menu

Vencedores do Hackathon Vida são premiados

Foram desenvolvidas ideias e projetos por 22 equipes para reduzir os impactos da Covid-19 na educação, gestão de negócios ou sociedade e saúde

Após uma semana de maratona virtual, o Hackathon Vida, iniciativa promovida pela Prefeitura de Ponta Grossa, a comunidade de startup Campos Valley e Universidade Estadual de Ponta Grossa, selecionou os projetos vencedores. Ao todo, foram 22 equipes participantes, desenvolvendo projetos para auxiliar a sociedade, governos, e pequenos negócios a utilizar soluções digitais para minimizar os impactos causados pela Covid-19. Com patrocinadores nos segmentos platinum, ouro, prata e bronze, está garantido mais de R$ 14 mil em premiações para os primeiros colocados em cada área.

“Esta foi nossa primeira experiência de hackathon online e tivemos resultados muito positivos. Além do desenvolvimento de projetos que podem ajudar diversos segmentos a reduzir o impacto da pandemia, conseguimos adaptar a metodologia para realizar todas as mentorias e apresentações de forma remota, obtendo 100% de aproveitamento das equipes. Os encontros online também garantiram mais heterogeneidade nas equipes, que acabaram mesclando participantes de diversas instituições acadêmicas e segmentos diferentes”, avalia a coordenadora de fomento ao empreendedorismo e inovação, da Secretaria da Fazenda, Tonia Mansani.

As 22 equipes, com participantes de cidades da região, mas também de outros estados, desenvolveram projetos para três categorias: 1. educação; 2. gestão de negócios; e 3. sociedade e saúde. Além da premiação em dinheiro, os primeiros lugares também são contemplados com a inclusão no programa de incubação do HUB de Inovação da UEPG e um curso do Sebrae, e os segundos colocados receberão também um voucher do coworking Hive.

 

Projetos

Saúde e Sociedade

3º lugar: e-Health (Website e app Os Farmacêuticos para compra de medicamentos online e acompanhamento da posologia adequada pelo aplicativo);

2º lugar: Amanhã Sermos (App Amigão - aproxima pessoas que querem melhorar a vida no planeta, com a produção de bons exemplos e da geração de negócios sustentáveis);

1º lugar: PÊGente (Cook'aS - conectar profissionais de produção de alimentos que pretendem iniciar ou expandir seu negócios com proprietários de cozinhas profissionais ociosas);

 

Educação

3º lugar: Educax (Plataforma com vídeos em uma versão lúdica para aprendizagem com auxílio dos professores online);

2º lugar: Reborn  (Solução com viés educacional utilizando os princípios de gamificação, que irá motivar o engajamentos dos alunos e aumentar a produtividade);

1º lugar: Educação pela vida (Solução que conecta o aluno ao professor, através da integração entre a tecnologias de ambiente virtual de aprendizagem (AVA) com os diversos serviços de mensageria (Whatsapp, Telegram, Discord, web-chat);

 

Negócios

3º lugar: Centauro (Essencial App - Aplicativo para delivery de produtos urgentes, e serviços);

2º lugar: Equipe 202 (Plataforma para linkar clientes, designers e setor moveleiro);

1º lugar: Business Womens (Software de gestão de estoque Sacola Fácil, que funciona ao mesmo tempo como vitrine virtual);

 

A maratona foi aberta para a participação de toda a comunidade, acadêmicos, pesquisadores, empreendedores, designers, professores, desenvolvedores, autodidatas e pessoas interessadas podem se reunir, mesmo que à distância, e de forma colaborativa, desenvolver ideias e projetos a partir da seguinte questão norteadora: “como as novas tecnologias podem colaborar com a saúde, educação, gestão de negócios e/ou sociedade reduzindo os impactos da Covid-19”.

“Estamos passando por uma situação séria, sem precedentes, que exige uma série de ações rápidas, eficientes e, sobretudo, inovadoras. Iniciativas como esta contam com nosso total apoio, porque é uma forma de encontrarmos juntos, sociedade de forma geral, academia, governo e empreendedores, soluções inovadoras, que certamente vão nos ajudar a sair dessa da melhor forma possível”, avaliou o superintendente geral de inovação do Governo do Estado, Henrique Domakoski, durante o período de inscrições.

As equipes participantes tiveram a oportunidade de construir e desenvolver seus projetos, ter mentorias e apresentá-los a banca de especialistas, além de aumentarem seu network e construírem conhecimento sobre temas relacionados. As soluções desenvolvidas no evento deverão ser disponibilizadas gratuitamente às pequenas empresas brasileiras interessadas ou instituições públicas por no mínimo 6 meses, tendo em vista a responsabilidade em relação ao empreendedorismo social.

O Hackathon Vida é uma iniciativa promovida pela Prefeitura de Ponta Grossa, a comunidade de startup Campos Valley e Universidade Estadual de Ponta Grossa, com apoio da Unimed Ponta Grossa, Sicredi Campos Gerais, Zero Resíduos, Agência ADE, Trizy, KMM e Sindimadeira.

 

As informações são da assessoria de imprensa

Últimas Notícias
Cotidiano 20/05/2020 ás 21:30h
Agronegócio 20/05/2020 ás 21:17h
Cotidiano 20/05/2020 ás 20:48h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/320000/cover_00324376_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades