menu

Philus construirá prédio com 204 m de altura em PG

‘Superquadra Central’ contempla um edifício comercial com 19 pavimentos e um residencial com 48 pavimentos


Ponta Grossa está prestes a ganhar um dos maiores edifícios residenciais do Brasil. Trata-se de um projeto desenvolvido pela Philus Engenharia, o ‘Superquadra Central’, que contempla uma torre comercial e uma torre residencial, sendo esta última com uma altura total de 204 metros. O projeto residencial terá um total de 48 pavimentos, sendo 41 deles habitáveis, totalizando 82 unidades residenciais. Já o comercial terá 19 pavimentos, atingindo 105 metros de altura. O empreendimento foi projetado para ser construído na rua Ermelino de Leão, com lateral para a Avenida dos Vereadores, atrás do Super Muffato, no bairro de Olarias. 

Os detalhes do projeto estão no Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), protocolado junto ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (Iplan), da Prefeitura de Ponta Grossa. Portanto, trata-se ainda de um projeto, que ainda depende das autorizações cabíveis e ainda pode passar por mudanças até que possa ser construído. Porém, conforme o projeto preliminar, o empreendimento será construído em uma área total de 13,12 mil metros quadrados, e depois de pronto, terá uma área construída total de 133,24 mil metros quadrados. O cronograma de obras prevê a execução do projeto em quatro anos.

O projeto contará com uma grande base, sobre a qual serão construídos os dois prédios, e estarão os dois heliportos que serão instalados. Esta base terá seis pavimentos, sendo os três pisos inferiores destinados a vagas de garagem, com 1.283 vagas totais. Já os três pisos superiores terão cunho comercial, divididos para atividades comerciais em geral e em uma área modular de 25 mil metros quadrados. O valor total que será investido no projeto não foi revelado.

Quanto à torre comercial, cada um dos 18 andares terá espaço modular com área disponível de aproximadamente 1 mil metros quadrados, podendo comportar diversos empreendimentos de acordo com a necessidade de cada empreendedor que adquirir o espaço. Dessa forma, os ambientes são construídos a partir da modulação de elementos como móveis, painéis e paredes, gerando possibilidades diferenciadas de layout.

Já a torre residencial terá altura total de 204,70 m, contemplando 41 andares habitáveis, sendo que cada pavimento contará com duas unidades habitacionais. A torre também prevê áreas de lazer comuns como piscina coberta, salões de festas, churrasqueiras, brinquedoteca, salas de reuniões, pool house, espaço teen, academia, quadra de squash e quadra poliesportiva. Para auxiliar o deslocamento interno dos condôminos serão instalados três elevadores.

A reportagem do Portal aRede e Jornal da Manhã tentaram contato com os empreendedores, para detalhar mais o projeto, mas não conseguiu o retorno até o fechamento desta reportagem.


Projeto será o maior do Paraná e um dos mais altos do Brasil

Caso o edifício estivesse pronto, hoje seria o terceiro maior prédio já construído no Brasil, atrás apenas de dois já construídos em Balneário Camboriú, em Santa Catarina – o Infinity Coast (234 metros) e o Yachthouse Residence Club, com duas torres, cada uma com 281 metros. Hoje, o maior prédio construído no Estado do Paraná é o Universe Life Square, de Curitiba, que possui pouco mais de 150 metros. Dessa forma, quando concluído, o projeto do Superquadra Central deverá ter o maior prédio do Estado.



Últimas Notícias
Ponta Grossa 15/09/2021 ás 18:30h
Bom Dia Astral 15/09/2021 ás 18:00h
Ponta Grossa 15/09/2021 ás 18:00h
Ponta Grossa 15/09/2021 ás 17:29h
Ponta Grossa 15/09/2021 ás 17:00h
Ponta Grossa 15/09/2021 ás 16:46h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/390000/capa_00393458_0_202109142258.jpg?xid=1133705
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades