menu

Agências do Trabalhador do Paraná empregaram 74 mil

Valor atingido em 2020 foi mais que o dobro do segundo melhor estado do Brasil, que teve 30.020 colocações


O Paraná tem mais um indicador positivo de desempenho de sua economia e do mercado do trabalho. Balanço da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego do Ministério da Economia posicionou o Estado na liderança isolada do ranking nacional de colocação de profissionais pelas Agências do Trabalhador em 2020. Foram 74.615 trabalhadores encaminhados para vagas de emprego com carteira assinada.

O resultado coloca o Paraná distante do segundo lugar, o Ceará, que fechou o ano com 30.020 colocações. Em seguida vêm São Paulo, com 29.713; Distrito Federal, com 22.437, e Minas Gerais com 18.282 novos trabalhadores. Na região Sul, o Paraná está 500% acima do segundo lugar, que foi o Rio Grande do Sul, com 14.855, e 1.260% à frente de Santa Catarina, com 5.922 vagas ocupadas por meio da intermediação das Agências do Trabalhador.

“A liderança isolada do Paraná mostra o inquestionável esforço das Agências do Trabalhador para captar vagas e encaminhar profissionais para empregos formais. E confirma mais uma vez dinamismo da economia paranaense e o acerto de ações do governo para apoiar o setor produtivo e estimular a geração de empregos”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. Ele destaca que o Paraná é um dos primeiros estados a retomar a economia após a paralisação provocada pela pandemia.

“O suporte à retomada da economia e dos empregos é uma das bases da nossa estratégia de enfrentamento da Covid”, afirma Ratinho Junior. Entre as medidas, o governador cita a oferta de crédito para empreendedores, o programa de desburocratização e agilização para abertura de empresas, o programa de proteção de empregos para jovens e o de valorização dos produtos paranaenses. “Além disso, neste ano de 2021 projetamos um amplo plano de investimentos públicos para estimular ainda mais a retomada da economia”, destaca. 

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Paraná criou 61.586 empregos formais de janeiro a novembro de 2020 e se manteve como o segundo maior empregador com carteira assinada do País. Especificamente em novembro foram 29.818 mil novos empregos.


Em Ponta Grossa, 6,6 mil vagas foram ofertadas

Somente de Ponta Grossa foram 2.458 pessoas colocadas no mercado de trabalho, o que representa uma média superior a 200 colocações por mês, em um ano marcado pela pandemia do novo coronavírus. No total foram 6,6 mil vagas oferecidas no decorrer do ano, para as quais foram encaminhados 23,5 mil candidatos. No total, foram 198 mil atendimentos no ano. De acordo com Adriano Gonsalves, gerente operacional da Agência do Trabalhador, apesar da pandemia, o número de atendimentos não diminuiu muito pelo fato de que o Sine ficou apenas uma semana fechado no mês de abril, e mesmo assim, foram realizados atendimentos pela internet e telefone.

Com informações da AEN

Últimas Notícias
Cotidiano 11/01/2021 ás 22:00h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/350000/cover_00352681_00.jpg?xid=1021057
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades