menu

Indústria do setor mineral se instala em PG

Empresa gaúcha Pervale começou a ser instalada em maio e iniciará a produção no Distrito Industrial de Ponta Grossa


Distrito Industrial de Ponta Grossa está recebendo uma nova empresa. Ligada ao ramo mineral, a Pervale começou a ser instalada em maio de 2020, e iniciará as suas atividades no município nos próximos dias. A empresa industrializa e comercializa perlita e bentonita para todo o país, e a planta de Ponta Grossa tem o objetivo de industrializar materiais filtrantes utilizados especialmente na indústria de biodiesel, óleos vegetais e óleos minerais. No total, 30 vagas de emprego serão geradas em um primeiro momento. 

A empresa nasceu em 2014, quando foi construída a primeira unidade na cidade de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. Inicialmente, como uma unidade de perlita, a Pervale atendia indústrias de construção civil, têxtil e agricultura. Três anos depois, a empresa passou a produzir filtrantes, fornecendo produtos para a região gaúcha do vale dos vinhedos. Um ano depois, em 2018, a empresa construiu sua segunda planta, em São Leopoldo, com mais tecnologia e maior capacidade, para expansão da perlita. E agora, em busca de maior competitividade no mercado, iniciou sua expansão no Paraná. Com a nova planta, a Pervale terá capacidade produtiva de aproximadamente 18 mil toneladas por ano.

A escolha de Ponta Grossa, informou a fundadora da Pervale Minerais do Brasil, Daysi Soares, em entrevista recente ao NDI, ocorreu especialmente pelos fatores logísticos. “Como estávamos no Rio Grande do Sul, a distância para o Paraná e São Paulo faz com que nosso produto acabe não sendo tão competitivo em função da logística. Já tínhamos planejamento de montar outra unidade mais próxima dos clientes, então resolvemos fazer um estudo de negócios, onde analisamos vários pontos, como localização dos principais clientes e cidades mais estratégicas”, revelou Daysi.

O estudo que a empresa fez mostrou que Ponta Grossa era um local viável, tanto para o recebimento da matéria-prima importada, quanto para os locais dos principais clientes e mercados. “Temos o porto perto de Ponta Grossa, pois trazemos minerais importados da Turquia, e também perto do porto seco de Foz do Iguaçu, pois usamos matérias da Argentina. Pretendemos atender indústrias de filtragem, em um primeiro momento, que estão próximas a Curitiba, Maringá e Londrina, então de Ponta Grossa poderemos atender bem”, informou ela, ressaltando ainda o desenvolvimento de Ponta Grossa, que possibilita o município ter mão de obra qualificada e fornecedores de qualidade. 


Empresa será cliente da Compagas

A empresa será cliente da Compagas, a Companhia Paranaense de Gás, que amplia sua participação no setor industrial, e soma mais uma empresa atendida em Ponta Grossa, totalizando 23 clientes industriais na cidade. O fornecimento do gás, no Distrito Industrial, foi iniciado no dia 5 de janeiro, e a estimativa é de que a fábrica tenha um consumo de gás em torno de 640 mil metros cúbicos por ano. O diretor-presidente da Compagas, Rafael Lamastra Jr, destaca a cidade como estratégica. “A cidade recebeu uma série de investimentos importantes e apresenta anualmente um excelente crescimento, tornando-se um importante polo industrial do Estado. O gás natural certamente tem papel importante no desenvolvimento de diferentes setores econômicos locais”, projeta

Últimas Notícias
Campos Gerais 19/01/2021 ás 21:45h
Ponta Grossa 19/01/2021 ás 21:30h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/360000/cover_00363643_00.jpg?xid=1034188
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades