menu

Comércio de PG pode abrir até as 20h neste sábado

Empresários estão otimistas neste Dia dos Namorados, com a perspectiva de venderem mais que em 2020, com presentes de valor agregado mais alto 


Neste sábado, dia 12 de junho, é celebrado o Dia dos Namorados, uma das datas mais importantes para o comércio. Como a data comemorativa, no ano passado, caiu no início da pandemia, em um período de incertezas e com medidas bastante restritivas, a perspectiva de vendas para este ano é de que as vendas sejam bastante positivas. As lojas já acumulam alta nas vendas, as quais deverão se intensificar nesta sexta-feira (11) e, especialmente na data, 12, quando é esperado um alto fluxo de pessoas nas lojas. 

Para possibilitar um tempo maior aos consumidores, para fazerem suas compras sem aglomerações e com mais segurança, as lojas do comércio poderão ficar abertas até às 20 horas em Ponta Grossa, sem necessidade de as lojas protocolarem o horário estendido junto ao sindicato laboral, informou o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Grossa e Região, José Loureiro. De acordo com ele, isso está esclarecido no acordo da Convenção Coletiva Trabalho, assinada em janeiro deste ano. O horário estendido também é uma oportunidade dos empresários venderem mais - segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a data deve movimentar R$ 1,8 bilhão no varejo brasileiro deste ano. 

Pesquisa da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná, em parceria com a Acipg, apontou que 58% dos comerciantes de Ponta Grossa têm a expectativa de vendas superiores ou iguais às registradas no ano passado. Já entre os consumidores ponta-grossenses consultados, 65% informaram que pretendem gastar mesmo valor ou mais do que ano passado. Entre os principais presentes que os consumidores pretendem comprar para o Dia dos Namorados estão: roupas, seguido de perfume/cosméticos, almoço/jantar, chocolates e flores.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista destaca que o cenário previsto para a cidade segue o apontado pela pesquisa da Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio). Para Loureiro, a perspectiva é de um crescimento superior a 10% nas vendas, e com um destaque para o valor do presente, que deve subir – a pesquisa aponta um tíquete médio de R$ 151,36, valor 13,3% superior ao registrado em 2020. “É para ser uma data muito melhor que a do ano passado. Um número maior de pessoas deverá presentear e como o tíquete médio aumentou em relação aos outros anos, é um bom sinal, que a economia está começando a responder”, relatou.


Estabelecimentos de rua voltam a ser priorizados  

Segundo Loureiro, com a pandemia, muitas pessoas já anteciparam e estão antecipando as compras. “Desde o Dia das Mães, já houve um aumento nas vendas com foco nos presentes para o Dia dos Namorados”, informou Loureiro, ressaltando que houve um aumento no número de pessoas, que responderam à pesquisa, que vão comprar em lojas de rua (44,7%) e que vão comprar em shoppings (18,9%) – no ano passado, a internet representava um percentual maior, em relação a esse ano. “E essa volta na compra presencial, é claro, que com todos os cuidados com a covid, é um bom sinal, porque quando se está comprando na loja, o vendedor tem a chance de vender mais, fazendo esses números melhorarem, sendo bom para quem está vendendo e para quem vai ser presenteado”, completou Loureiro.

Últimas Notícias
Cotidiano 10/06/2021 ás 21:30h
Ponta Grossa 10/06/2021 ás 20:00h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/380000/capa_00381202_0_202106092200.jpg?xid=1091934
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades