menu

‘Xeropaisagismo’ ganha espaço nas grandes cidades

A partir de espécies que necessitam de pouca rega, o paisagista inspira mais pessoas a cultivarem essas plantas em casa, especialmente nas metrópoles


Todos os anos, a Casacor São Paulo apresenta tendências de decoração que, em seguida, ganham força nos projetos pelo Brasil. Neste ano, não poderia ser diferente, quando uma alternativa bastante utilizada fora do país começa a ganhar adeptos por aqui também: é o caso do Xeropaisagismo, que consiste no cultivo de plantas que exigem pouca água e têm alta resistência a ventos fortes e doenças. Quem traz o conceito para a mostra é o paisagista Luciano Zanardo, que estreia com o Jardim dos Dragoeiros. Com estilo contemporâneo minimalista, o espaço de 100 m², ressalta a importância da sustentabilidade.

Se engana quem imagina que apenas cactos e suculentas integram o grupo das xerófitas. Na verdade, existe uma ampla variedade, mas ainda pouco cultivada por diversos motivos, como a falta de informação, pouco acesso às espécies, ou número reduzido de lojas especializadas. Iniciativas como a de Zanardo tem o objetivo de popularizar essa cultura, sobretudo nas grandes cidades. Afinal, se tratam de plantas com adaptações em sua estrutura, que permitem sua criação em ambientes hostis, como desertos, locais de grande altitude, solos pedregosos, ou áreas abertas com intensos raios solares. Para se ter uma ideia da força, algumas delas chegam a viver décadas ou até centenas de anos.

Entre os exemplos, estão três plantas que Luciano Zanardo incluiu em seu jardim na Casacor: a Dracaena Draco, conhecida popularmente como “dragoeiro”, variedade com maior número no projeto dele, 8 no total; a Euphorbia Tirucalli também conhecida como Aveloz-Palito-de-Fogo, que está no jardim do hall de entrada do ambiente; e Sansevieria Trifasciata, a popular “Espada de São Jorge”, sendo a última a espécie mais conhecida nas casas brasileiras.

Porém, a lista não para por aí, há muitas opções para quem quer incluí-las no décor, como Giesta, Pata de Elefante, Clúsia, Gravatinha, Lança de São Jorge, Dracena de Madagascar, Árvore Guarda-Chuva, entre outras. Na hora de escolher, só é necessário verificar questões como tamanho e local correto para coloca-la de acordo com a quantidade de luminosidade indicada para cada espécie.“Escolhi falar sobre o xeropaisagismo com o objetivo de conscientizar a todos sobre uma nova forma de projetar os jardins ou decorar os ambientes internos das casas, como varandas e salas de estar. As plantas, no geral, trazem diversos benefícios à saúde e ao astral dos moradores, melhor ainda possibilitar uma proposta sustentável aos moradores dos centros urbanos”, conclui Zanardo.

O jardim compõe toda a externa do ambiente Cozy House de Olegário de Sá, uma das grandes atrações da mostra. A Casacor de São Paulo edição 2019, maior evento de decoração das Américas, acontece até o dia 4 de agosto, no Jockey Club.


Empresa atua no paisagismo de casas e no corporativo

Luciano Zanardo, que comanda a Zanardo Paisagismo, atua no mercado de paisagismo corporativo e residencial, cuidando pessoalmente de cada projeto, imprimindo seu toque em todas as suas obras. A paixão pelo paisagismo surgiu quando cursou Biologia em Bauru no interior de São Paulo. Já na capital paulista, estudou na Escola Panamericana de Artes e no IBRAP (Instituto Brasileiro de Paisagismo), onde aperfeiçoou seus conhecimentos na área. Atualmente, seu escritório conta com uma equipe altamente qualificada de profissionais e também parceiros nas áreas de arquitetura e design de interiores, oferecendo estrutura necessária para garantir a qualidade de cada projeto executado.


Informações das assessorias

Últimas Notícias
Ponta Grossa 31/07/2019 ás 10:45h
ao vivo 31/07/2019 ás 10:35h
Esporte 31/07/2019 ás 09:45h
Ponta Grossa 31/07/2019 ás 09:44h
Ponta Grossa 31/07/2019 ás 09:21h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/260000/cover_00269226_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades