menu

Região deve sediar duas novas hidrelétricas do Estado

Governo propõe liberar 19 centrais de geração de energia em todo o Paraná. Objetivo é o desenvolvimento econômico, com preservação e inclusão social.

A região dos Campos Gerais tem duas cidades inclusas na proposta de construção do governo do Estado para receber empreendimentos de geração de energia. O projeto de lei que propõe a aprovação das construções está atualmente em tramitação nas comissões internas da Assembleia Legislativa do Paraná. Palmeira e Tibagi devem receber duas das 14 Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGH) previstas pela iniciativa, que também deve aprovar a construção duas Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), duas termelétricas e uma usina eólica em todo o Estado.

Todos já possuem Licença Prévia (LP) ou Licença de Operação de Regularização (LOR) concedidas pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). As atividades devem cumprir as normas ambientais e serem regidas pelas legislações municipal, estadual e federal.

Os empreendimentos hidrelétricos também serão construídos nas cidades de Cascavel, Honório Serpa, Clevelândia, Francisco Beltrão, Boa Ventura do São Roque, Pitanga, Santo Antônio do Sudoeste, Nova Tebas, Palmas, Rio Branco do Sul, Renascença, Toledo, Nova Aurora e Marechal Cândido Rondon. As duas termelétricas serão implantadas em Jacarezinho e Pitanga e a usina eólica em Palmas.

Os 16 empreendimentos hidrelétricos que receberam licenciamentos do IAP neste ano representam 15% do total de licenciamentos concedidos em sete anos, de 2012 a 2018. “Todo o setor ambiental do Paraná está dando mais celeridade para análise dos pedidos de licenciamento de PCHs e CGHs, empreendimentos que possuem impacto ambiental muito baixo, ajudam, inclusive, na produção de energia limpa e contribuem para o desenvolvimento econômico dos municípios”, afirmou o governador Ratinho Junior.


Governo deve apresentar 41 projetos de geração de energia em 2019

Ele destaca que para este ano a previsão é de mais 41 projetos para geração de energia limpa, que aguardam licenciamento ambiental no Estado. “A energia elétrica é um fator decisivo para a melhoria da qualidade de vida da população. Estamos enviando esse projeto de lei para que os paranaenses tenham acesso à energia elétrica gerada por fontes de baixo impacto ambiental”, explica o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Últimas Notícias
Cotidiano 30/07/2019 ás 08:54h
Ponta Grossa 30/07/2019 ás 08:41h
Ponta Grossa 30/07/2019 ás 08:16h
Ponta Grossa 30/07/2019 ás 07:48h
RC Coluna 30/07/2019 ás 01:25h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/260000/cover_00269054_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades