menu

'Região vai se tornar canteiro de obras', garante Sandro Alex

Secretário de Estado elenca investimentos garantidos para os Campos Gerais a partir de 2020 e destaca projetos do Paraná para a Infraestrutura e Logística.

A região dos Campos gerais deve se tornar um grande canteiro de obras rodoviárias a partir de 2020, de acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex de Oliveira. Em entrevista ao portal aRede na segunda-feira (23), Sandro Alex elencou os serviços prioritários do governo do Estado na área e que já possuem verba garantida para a Execução. Os trabalhos devem acontecer em parceria com instituições privadas, com o Ministério Público Federal (MPF) e também com investimentos do governo.

Somente a Avenida Souza Naves receberá duas frentes de obras, de acordo com o secretário. Serão realizados trevos de acesso para bairros em locais com maior índices de atropelamentos, de acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal. “Na Souza Naves os projetos ficam prontos até março. Asseguro que ninguém terá prejuízo com as obras e que será uma das mais modernas do Paraná para dar mais mobilidade e segurança. Vamos mostrar o projeto quando tiver pronto”, disse o secretário.

Entre os investimentos confirmados estão um viaduto em Castro, na rodovia PR-151, na entrada para a Castrolanda; um viaduto na entrada de Piraí do Sul, também na PR-151; continuação da duplicação da BR-376 no sentido Imbaú; uma trincheira na BR-376 em frente à Tetra Pak; e uma trincheira na PR-151 no acesso secundário entre Ponta Grossa e Carambeí, perto às sedes da Frísia e da DAF. Seguindo à capital paranaense também serão construídas duas trincheiras na região de Campo Largo, em comunidades onde o fluxo de veículos é um pouco mais lento.

“Vamos anunciar inúmeros projetos [em 2020] e a região vai se transformar em um canteiro de obras. Vai ser preciso alterar o trânsito, deixar o fluxo mais lento em alguns pontos... Mas espero que a população entenda que as obras são necessárias e o transtorno é passageiro”, afirmou. A maioria dessas obras serão construídas com os recursos provenientes do acordo de leniência entre o MPF e a CCR Rodonorte, no âmbito da Operação Integração, que totalizou R$ 365 milhões em recursos de infraestrutura nas rodovias administradas pela concessionária.

Em parceria com a Klabin, a região de Ortigueira e Telêmaco Borba receberá R$ 450 milhões em investimentos em rodovias. O objetivo é melhorar o escoamento de madeira em cidades como Reserva, Imbaú, Cândido de Abreu e municípios próximos. “Estamos animados com o próximo ano. Só a região dos Campos Gerais teve, com esses dois anúncios, quase R$ 1 bilhão em recursos. A região vai ficar com uma cobertura mais forte de malha, de terceira faixa e de infraestrutura de maneira geral. Quem sai beneficiado são os moradores”, ressaltou.

Modais aéreo e ferroviário também se destacam

Além das rodovias, Sandro Alex também destacou investimentos em aeroportos e em ferrovias ao longo de 2019. Com o ‘Voe Paraná’, o Estado avançou na disponibilização de passagens aéreas e atração de empresas do ramo, com a diminuição do ICMS sobre o combustível de aeronaves. “O objetivo do governador foi investir em cidades de grande, médio e pequeno portes, incluindo Ponta Grossa, onde conquistamos dois voos para Congonhas, o principal destino da América Latina”, contou. Sandro Alex ainda confirmou o primeiro grande anúncio de 2020 deve ter ligação com as ferrovias. A proposta é duplicar o escoamento da safra, através do modal, da região Oeste do Paraná para o porto de Paranaguá. No projeto está uma rodovia entre Ponta Grossa e Guarapuava.

Últimas Notícias
Romulo Cury 24/12/2019 ás 02:00h
Agronegócio 23/12/2019 ás 18:45h
Ponta Grossa 23/12/2019 ás 18:03h
Ponta Grossa 23/12/2019 ás 18:00h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/300000/cover_00307848_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades