menu

Em PG, ‘Patriota’ fará convenção com reforço da polícia

Presidente do partido confirmou solicitação de reforço na segurança. Legenda deve formalizar o apoio à candidatura de Pauliki

A convenção do Patriota, agendada para a próxima sexta-feira (11), será realizada com reforço da segurança por parte da Polícia Militar e da Guarda Municipal (GM) em Ponta Grossa. A informação foi confirmada pela presidente do Diretório Municipal, Keyla Sanson, atual pré-candidata à Prefeitura.  Apesar da pré-candidatura, os patriotas devem acabar indicando o apoio à candidatura de Marcio Pauliki (SD) na disputa pelo comando do Palácio da Ronda. 

A convenção do partido acontece na sexta-feira (11), a partir das 15h30, em uma quadra de society, na Rua João Schaia, no Jardim Carvalho. Segundo Keyla, o reforço policial foi solicitado para garantir o bom andamento da convenção. “O nosso deputado federal, Evandro Roman, e o nosso presidente estadual, Moacyr Fadel, estarão presentes e solicitei o reforço da segurança para garantir a segurança de todos”, disse Sanson. 

O clima ‘tenso’ é causado diante do pedido de parte dos filiados que querem a candidatura do Coronel Daniel Marques, ex-comandante do 13º BIB. Segundo Keyla, informações compartilhadas nas redes sociais convocando pessoas não filiadas ao partido para votar na escolha da candidatura da legenda à Prefeitura. “O estatuto rege que quem vota são os membros do diretório, o espaço não é público, quem entra são os filiados”, garantiu Keyla. 

No encontro, o partido definirá os candidatos que vão compor a chapa que disputará vagas na Câmara Municipal, além da escolha dos números. “Nós estruturamos o partido em PontA Grossa, somos um diretório permanente e compusemos toda a chapa que vai disputar as vagas na Câmara. Temos a intenção de eleger dois vereadores na eleição deste ano”, contou Keyla. 

Segundo Sanson, o Patriota tem 573 filiados em Ponta Grossa - esse é o número que consta no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo a presidente, boa parte dos entusiastas da candidatura de Daniel não são filiados à legenda  “Vamos ter uma chapa forte e competitiva ao Legislativo e faremos a escolha das candidaturas e posicionamento de forma coletiva ”, disse Keyla. 

“Partido não está rachado”, garante Keyla

A presidente do Diretório Municipal do Patriota, Keyla Sanson, garantiu que a legenda não está ‘rachada’.  Keyla foi enfática ao descartar um ‘racha’ interno no partido, causado por um grupo que deseja que o candidato da legenda seja o Coronel Daniel Marques, ex-comandante do 13º BIB. “São cinco pessoas [que querem], no máximo. O Coronel nem filiado é”, disse Sanson ao ser questionada sobre a ala do partido que sustenta a candidatura do militar. 

Construção da chapa de vereadores

Segundo Keyla, o partido, a chapa para vereadores e as candidaturas têm sido construídas por ela nos últimos meses. “Até sexta-feira eu sou pré-candidata, a decisão será tomada na convenção, mas estamos com uma séria tendência de apoiar o Pauliki”, destacou a presidente do Diretório Municipal.  O partido terá ainda chapa completa na disputa por vagas na Câmara Municipal e almeja eleger, ao menos, dois vereadores para a próxima legislatura. 

Últimas Notícias
Romulo Cury 19/01/2021 ás 06:30h
Bom Dia Astral 19/01/2021 ás 06:00h
Cotidiano 18/01/2021 ás 23:45h
Cotidiano 18/01/2021 ás 22:57h
Campos Gerais 18/01/2021 ás 22:30h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/360000/cover_00363643_00.jpg?xid=1034188
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades