menu

Em PG, retorno das aulas terá 50% das crianças em sala de aula

Aposta é em retorno híbrido grupos indo à escola a cada semana. Mais de R$ 800 mil foram investidos na compra de máscaras e outros insumos

A Secretaria Municipal de Educação, comandada pela Professora Simone Neves, se prepara para o retorno das aulas presenciais em Ponta Grossa agendada para o próximo dia 18. A secretária de Educação visitou a redação do Jornal da Manhã e do portal aRede nesta terça-feira (26) para participar de uma sabatina transmitida nas redes sociais - clique aqui para assistir. Durante a entrevista, Simone tirou dúvidas de pais e membros da comunidade sobre o retorno das aulas. 

Simone destacou que o retorno será híbrido com apenas 50% das crianças em sala de aula em um primeiro momento - um grupo de crianças irá para a escola presencialmente em uma semana e outro grupo irá na semana seguinte. “Desta forma, o grupo que estiver em casa vai ter acesso ao conteúdo pela TV Educativa e também pelo nosso canal no YouTube. Todos os conteúdos serão pensados para serem trabalhados quinzenalmente”, disse a secretária. 

Simone detalhou que no próximo dia 3 de fevereiro as equipes de gestores das escolas retornam e devem entrar em contato com os pais já a partir do dia 4 de fevereiro. “Vamos entrar em contato com os pais e as famílias para dialogar sobre o retorno. Aquelas crianças que tem comorbidades, por exemplo, não deverão frequentar o ensino presencial neste primeiro momento”, disse a secretária. 

A secretária destacou que o retorno será baseado na presença de grupos (A e B) nas escolas e, em toda a sexta-feira, o prédio escolar passará por uma “higienização mais pesada”, além das limpezas diárias previstas em protocolo. “Esse retorno é baseado em um protocolo pensado por agentes de diferentes áreas e prevê uma união de esforços dos profissionais de educação e dos familiares”, diz a secretária reforçando a necessidades das crianças assistirem as aulas pela TV na semana em que estiverem em casa. 

Questionada sobre o tamanho de cada grupo que está nas salas de aula, Simone afirmou que cada sala terá de 10 a 14 alunos(as) no máximo (já contando com os 50% de alunos que ficarão em casa). “O protocolo que vamos tornar público nos próximos dias prevê que as crianças tenham suas temperaturas medidas em vários momentos, além de diversos outros controles”, explica a secretária. 

Secretaria já investiu R$ 800 mil em EPIs

Preparando o retorno desde 2020, a Secretaria Municipal de Educação já investiu mais de R$ 800 mil na compra de diferentes insumos para a volta às aulas. Segundo a professora Simone Neves, cerca de 100 mil máscaras foram adquiridas e serão entregues aos pais (para uso dos alunos) e também para os servidores. “Além disso, investimentos em vários itens de higiene e segurança para garantir um retorno tranquilo a todos”, explica a secretária. 

Vacinação para servidores

Ao ser questionada sobre a vacinação dos servidores da Educação contra a covid-19, Simone explicou que a ordem da vacinação é determinada pelo Ministério da Saúde. “Isso [ordem da vacinação] não depende da secretaria de Educação e nem da SESA [Secretaria Estadual de Saúde], mas sim do Governo Federal. Gostaríamos que todos fossem vacinados, mas isso depende de outras esferas”, diz a professora. Simone defende que também precisamos “pensar nas crianças”. “Elas [crianças] estão tendo danos e neste momento precisamos de diálogo e serenidade”, afirma a secretária.

Últimas Notícias
Campos Gerais 26/01/2021 ás 20:45h
Ponta Grossa 26/01/2021 ás 19:52h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/360000/cover_00364627_00.jpg?xid=1037606
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades