menu

Produção de grãos terá alta na região nesta safra

Para a primeira safra de grãos, perspectiva é de crescimento de 6,3% em relação à safra 2017/2018

No momento em que os produtores rurais dos Campos Gerais estão concluindo o plantio da Safra de Verão 2018/2019, o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento divulgou a estimativa de produção da safra de grãos no Estado, nesta sexta-feira. No Estado, o valor mantém-se superior ao do ano passado em aproximadamente 4%, e pode alcançar 23,3 milhões de toneladas. Nos Campos Gerais há uma perspectiva de crescimento na produção de soja, com o aumento na área plantada e na produtividade por hectare, mantendo a previsão de uma safra recorde para esse grão. A produção total de grãos deve crescer nos Campos Gerais, 6,3% apenas na primeira safra, que deve passar de 2,74 milhões de toneladas para 2,91 milhões de toneladas. 

De acordo com o Deral, o plantio da soja, do feijão e do milho também está quase concluído em todo o estado. Nos Campos Gerais, inclusive, nos próximos dias haverá o início da colheita da primeira safra de feijão – e em algumas propriedades, alguns produtores vão plantar a soja nessas propriedades – por esse fato o plantio não está 100% finalizado. “Vai ficar um restinho para o plantio até o final de dezembro, mas até o momento se manteve a perspectiva de produção. Agora os produtores rurais estão fazendo os tratos culturais, com o controles de ervas, pragas e doenças”, informa Luiz Alberto Vantroba, economista do núcleo regional do Deral. 

No Paraná, mais de 98% da área estimada está plantada, o que corresponde à média para o período. O plantio registrou bom desenvolvimento: ele começou mais cedo, o que também deve refletir na antecipação da colheita, com início previsto para janeiro. “Os produtores anteciparam o plantio da soja para que o milho safrinha não sofra com a geada dos meses seguintes”, disse o chefe do Deral, Marcelo Garrido. O clima continua contribuindo para o andamento da safra, que mantém a expectativa de produção em 19,6 milhões de toneladas.

Nos Campos Gerais, informa Vantroba, mesmo com uma condição climática não favorável, está mantida a estimativa de colher 3.750 quilos por hectare, o que, se vir a confirmar, será a segunda maior média da história. “Mais ao norte do núcleo regional choveu mais do que aqui. Mas em Ponta Grossa, por exemplo, durante todo o mês de novembro, na Estação Experimental da Frísia, choveu apenas 12 milímetros. Na região do Taquari dos Polacos, onde estive ontem (quarta-feira), os produtores estão apavorados porque está bem seco, o solo está rachando”. Como a área é a maior já plantada junto aos municípios dos Campos Gerais (575,7 mil hectares), o valor colhido deverá ser o maior da história, 2,15 milhões de toneladas. 


Plantio de milho cresce na região

O milho concluiu o plantio da safra 18/19 com um ganho de 5% na área plantada, que passou de 331,5 mil hectares na safra anterior para quase 350 mil hectares na safra atual. Nos Campos Gerais, a área plantada passou de 57,2 mil hectares para 67,9 mil hectares, o que somado com uma alta no rendimento de 9,2 mil quilos para 10,1 mil quilos, deverá registrar uma produção total de 686,7 mil toneladas – alta de 30% em relação à safra anterior. Já no feijão (1ª safra), mesmo com redução de 34% na área plantada na região, a alta de 33% no rendimento deverá refletir em uma colheita de 71,7 mil toneladas, 7% a menos que as 77,4 mil toneladas da safra 2017/2018.

Últimas Notícias
Cotidiano 26/05/2019 ás 16:28h
Ponta Grossa 26/05/2019 ás 13:54h
Cotidiano 26/05/2019 ás 11:18h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/260000/cover_00261074_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades