menu

Produção de grãos no PR pode ser a 2ª maior da história

A região dos Campos Gerais é a menos impactada pela quebra na soja e tem a maior estimativa de produção do Paraná 


A safra de grãos 2018/19 do Paraná deve atingir 37,1 milhões de toneladas, de acordo com o relatório mais recente do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento. Apesar das quebras em algumas culturas na primeira safra, especialmente soja e feijão, ocasionadas pelo clima, a expectativa atual é de que a produção do Paraná na safra 18/19 seja 5% superior à safra 17/18, que foi de 34,5 milhões de toneladas.

“O contexto é de perspectivas positivas para o milho, cuja produtividade está com um bom potencial. Também vale destacar a estimativa de produção, maior do que na safra anterior”, diz o secretário de Estado da Agricultura Norberto Ortigara. “A expectativa para o feijão da segunda safra também é positiva, embora seja uma cultura suscetível a variações climáticas, e consequentemente os preços se tornam muito voláteis”, observa. “Há possibilidade de recuperação no outono/inverno, colocando aí talvez como a segunda maior safra da história do Paraná”.

De acordo com o chefe do Deral, Salatiel Turra, no início da safra os agricultores tiveram dificuldade devido à escassez de chuvas, que resultou em baixa produtividade nas maiores regiões produtoras de soja, principalmente no Oeste do Paraná. Depois, com o decorrer do ciclo da soja, a chuva dificultou a entrada das colhedoras em algumas regiões. “De uma forma geral, o plantio do milho da segunda safra está adiantado, na comparação com o ano passado, porém, em algumas regiões pontuais, as chuvas das últimas semanas atrapalharam os trabalhos”, diz Turra.

Na soja, cerca de 80% da área de 5,4 milhões de hectares cultivados nesta safra já está colhida. “Mesmo com problemas climáticos nas principais regiões produtoras, a colheita está dentro da média na comparação com o ano passado”, explica Garrido. Na comparação com o boletim do Deral do mês passado, houve redução na estimativa de produtividade da soja, depois da reavaliação de campo do Deral, passando de 16% para 18%. Nos Campos Gerais, porém, essa situação é diferente: a retração segue estimada em 3%. O potencial de rendimento estimado, de 3,6 mil quilos por hectare, é o maior do Paraná.É a única região que deve ter uma primeira safra com rendimento na casa de 2 milhões de toneladas.


Produção de milho cresce 21% na região

A colheita do milho da primeira safra está quase finalizada. A produção, embora esteja um pouco abaixo do esperado, mostrou um desempenho melhor do que a soja. Os dados do Deral apontam aumento da disponibilidade do grão no Estado - a produção, de 3,1 milhões de toneladas, foi 7% maior do que na safra passada. Comparativamente com o potencial inicial, a safra teve redução de 5%, pois a expectativa era que atingisse 3,3 milhões de toneladas em condições de clima normais. Nos Campos Gerais, essa primeira safra terá um rendimento 1% maior (de 9,23 para 9,29 toneladas por hectare), com alta de 21% na produção total (de 528,2 mil toneladas para 638,3 mil toneladas).


Com informações da AEN

Últimas Notícias
Campos Gerais 26/07/2019 ás 09:18h
Ponta Grossa 26/07/2019 ás 08:57h
Ponta Grossa 26/07/2019 ás 08:47h
Ponta Grossa 26/07/2019 ás 08:08h
Ponta Grossa 26/07/2019 ás 08:04h
Ponta Grossa 26/07/2019 ás 07:49h
RC Coluna 26/07/2019 ás 00:44h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/260000/cover_00268815_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades