menu

ExpoFrísia exalta avanço genético dos animais da região

Catálogo de Touros promove melhoria na produção leiteira dos Campos Gerais. Sêmen é importado dos EUA e Canadá


Carambeí é um dos municípios que mais registraram crescimento no Valor de Produção Pecuária Leiteira nos Campos Gerais do Paraná, alcançando 973,5% entre os anos de 2000 e 2017. Um dos motivos para esse crescimento é a evolução genética bovina, que pode ser conferida na ExpoFrísia 2019. Entre as atrações da feira está a apresentação do 6º Catálogo de Touros da Intercooperação, com 76 animais das raças Holandês (variedades Preto e Branco e Vermelho e Branco) e Jersey. Promovida pela Frísia Cooperativa Agroindustrial, a ExpoFrísia vai acontecer entre os dias 25 e 27 de abril.

Os dados de valor de produção pecuária foram divulgados no boletim do Núcleo de Economia Regional e Políticas Públicas (Nerepp) da UEPG, intitulado “Evolução do valor de produção pecuária de origem animal nos Campos Gerais”.  Apresentado desde 2014, o catálogo de touros é uma forma do associado da Frísia ter acesso a uma seleção criteriosa, feita pelos técnicos da cooperativa, com um refino genético bovino. O sêmen dos animais é dos Estados Unidos e Canadá.

“A genética desses touros está melhor que a da edição passada, já que há uma natural evolução com o tempo. O catálogo terá 54 touros da variedade Holandês Preto e Branco, 18 Jersey e quatro na Holandês Vermelho e Branco”, explica Michael Warkentin, zootecnista da Frísia e responsável pelo catálogo. A presença dos touros Vermelho e Branco é uma novidade.

Michael Warkentin conta que a Frísia tem um estudo com a Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH) em que foi verificada a importância do Catálogo de Touros da Intercooperação. Os cooperados que adquiriram sêmen do catálogo para os seus animais tiveram melhora na produção de leite, na vida produtiva, qualidade nos úberes e nas pernas e pés, além do ganho em sólidos como gordura e proteína. Fato que agrega valor ao produto final (leite). “A genética exposta no catálogo da intercooperação deu um aumento significativo de produção e na média da região”, explica.


Catálogo tem foco na melhoria da produção e saúde

Como tradição, o catálogo de touros tem foco na melhoria da produção e na saúde dos animais. Entretanto, Warkentin lembra que, nos últimos três anos, a evolução na qualidade e quantidade de leite produzido, além do fator genético, teve como aliada a mudança de gestão nas propriedades dos cooperados. “O MDA (Master Dairy Administration) mudou a gestão das propriedades. O MDA é o pai desse avanço”, destaca o zootecnista da Frísia. A solenidade de abertura do evento está agendada para as 18h de quinta-feira. 


Informações da assessoria de imprensa

Últimas Notícias
Ponta Grossa 26/04/2019 ás 12:25h
Campos Gerais 26/04/2019 ás 12:00h
Cotidiano 26/04/2019 ás 11:07h
Campos Gerais 26/04/2019 ás 10:36h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/250000/cover_00257577_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades