menu

Unium amplia faturamento e atinge 5 mil cooperados

Somados os valores registrados pelas indústrias das cooperativas, faturamento chegou a R$ 2,6 bilhões em 2019


Unium nasceu a partir de uma necessidade do mercado. As cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal precisavam de uma marca para a assinar os produtos feitos em conjunto pelas empresas. O projeto se expandiu e virou o modelo de intercooperação, considerado único no Brasil. Com mais de 5 mil cooperados, a instituição fechou 2019 com faturamento de R$ 2,68 bilhões. O valor é R$ 200 milhões superior aos R$ 2,48 bilhões, o que representa uma ampliação de 8% no período de um ano.

Com atuação em diferentes ramos do mercado do agronegócio paranaense, a Unium reúne marcas como Alegra, Colaso, Colônia Holandesa, Herança Holandesa e Naturalle. Foram realizados investimentos nos negócios totalizando mais de R$ 100 milhões durante o último ano. O destaque foi para a Unidade de Beneficiamento de Leite (UBL) que teve investimento de R$ 90,6 milhões, especialmente na operacionalização da linha de leite em pó.

Para o gerente de marketing da Unium, Cracios Clinton Consul, o crescimento é resultado dos investimentos consistentes, baseados na avaliação do mercado e no desenvolvimento de processos sinérgicos e efetivos. “Nós focamos o investimento no valor ao associado, no aprimoramento da governança intercooperativa e em equipes de alta performance, para aumentar a sustentabilidade e longevidade do negócio”, explica.

Uma das cooperativas que compõem a Unium, a Frísia, conta com aproximadamente 860 cooperados, e fechou o ano de 2019 com um faturamento bruto total próximo de R$ 3 bilhões. No ano passado, a Frísia conquistou o 19º lugar no ranking das 100 Maiores Empresas do Paraná, realizado pelo Grupo Amanhã, e alcançou a 51ª colocação entre as 500 Maiores do Sul. O cenário de estabilidade e o aumento da confiança no setor leiteiro resultaram no crescimento da produção em 12%, em relação ao ano anterior.


Cooperativas se destacam pela geração de emprego 

Entre as três cooperativas, a que tem o maior número de associados é a Capal, com pouco mais de 3 mil. Em 2019, a Capal teve crescimento de 4% no faturamento bruto e líquido da marca. A cooperativa fez investimento de R$ 81 milhões, um aumento de 32% sobre o ano anterior.  Já a Castrolanda é a que registra o maior faturamento, na casa de R$ 3,5 bilhões, com R$ 40 milhões de sobras. Ela possui 1.129 cooperados e 3.384 funcionários. Os números seguem o planejamento estratégico para os próximos cinco anos, projetando desenvolvimento da cooperativa, dos seus associados e da comunidade.

Últimas Notícias
Campos Gerais 11/03/2020 ás 23:00h
Campos Gerais 11/03/2020 ás 22:23h
Agronegócio 11/03/2020 ás 21:42h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/310000/cover_00316453_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades