menu

Municípios da região lideram produção agropecuária

Castro foi o município que mais produziu leite em 2019, enquanto que Ortigueira liderou na produção de mel

 

Dois municípios da região dos Campos Gerais lideram a produção pecuária em âmbito nacional. Castro é a cidade que mais produz leite no Brasil, enquanto que Ortigueira é a maior produtora de mel no território nacional. Carambeí e Arapoti também estão no ranking dessas produções, ocupando a terceira colocação nessas respectivas atividades (produção de leite e de mel). Os números são da Pesquisa Pecuária Municipal (PPM), revelados nesta quinta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, e são referentes à produção no decorrer de 2019.

De acordo com o levantamento, o município de Castro mais uma vez honrou o título de Capital Nacional do Leite. Com produção de 280,0 milhões de litros (0,8% do total nacional), o valor é 43% superior ao segundo colocado, o município mineiro de Patos de Minas, que produziu 195,8 milhões de litros. Carambeí, por sua vez, manteve a terceira posição nacional, e ficou próximo ao segundo colocado, com 180,0 milhões de litros produzidos no decorrer do ano passado. Entre esses municípios, a produção de Castro foi 4,2% menor do que a do ano anterior, assim como Carambeí, que teve retração; enquanto que Patos de Minas apresentou acréscimo de 1,5%.

No Brasil, a produção nacional de leite alcançou 34,8 bilhões de litros, o segundo maior volume já registrado na pesquisa, com um aumento de 2,7% em relação a 2018. O efetivo de vacas ordenhadas, em 2019, alcançou 16,3 milhões de animais, 0,5% menor em relação ao ano anterior. O Sul do País registrou a maior produtividade nacional, liderado por Santa Catarina, que alcançou 3 816 litros de leite/vaca/ano, seguido pelo Rio Grande do Sul (3 609 litros de leite/vaca/ano) e o Paraná (3 324 litros de leite/vaca/ano). Minas Gerais é o estado que mais produz leite, seguido pelo Paraná.

Quanto ao mel, mais uma vez Ortigueira destacou-se na liderança, com 795,4 toneladas produzidas no último ano. Na segunda posição se destacou Botucatu (São Paulo), enquanto que na terceira apareceu Arapoti, cuja produção em 2019 superou a de Itatinga (São Paulo), invertendo a posição de ambos em relação ao ranking de 2018. O Paraná foi o estado que mais produziu mel no último ano no país, com 15,7% do total nacional. Em 2019, a produção nacional de mel atingiu 46,0 mil toneladas, o que representou um aumento de 8,5% em relação ao ano anterior.

 

Castro tem o 3º maior valor de produção de origem animal 

O município de Castro também se destacou em um outro ranking divulgado pela PPM: de ocupar a terceira colocação no ranking dos municípios com maiores valores de produção de produtos de origem animal. Em termos de valor da produção, os ovos de galinha e o leite de vaca foram os produtos de origem animal de maior destaque. A primeira colocação ficou com o município de Santa Maria de Jetibá (ES), onde o valor da produção de origem animal atingiu R$ 1,1 bilhão, sendo a venda de ovos de galinha responsável por 92,5% dessa quantia. Na segunda posição, com R$ 817,2 milhões, se destacou Bastos (SP), também com a produção de ovos, e na terceira colocação Castro, onde, dos R$ 456,4 milhões gerados com produtos da pecuária, atividade leiteira foi responsável por 97,5% do total.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 15/10/2020 ás 20:43h
Esporte 15/10/2020 ás 20:00h
Ponta Grossa 15/10/2020 ás 19:40h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/340000/cover_00341891_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades