menu

Bandas de Ponta Grossa entram no clima do Natal

Criação de repertórios especiais para a época é uma forma de ampliar o público

Dezembro é um mês movimentado para o mercado musical em Ponta Grossa, devido às diversas oportunidades de apresentações em tocatas, confraternizações, eventos e bares. Para aumentar ainda mais as possibilidades, bandas locais têm investido na criação de repertórios especiais para o período natalino, sem deixar de lado a essência de cada formação.

É o caso da Banda Casa Cantante, que tem seu foco na música infantil. “Nessa época de final de ano nós privilegiamos esse repertório diferente, principalmente porque as músicas natalinas fazem parte da nossa tradição e possuem hoje um caráter folclórico”, conta a vocalista e professora de música Juliani Ribeiro. Um dos objetivos da banda é fazer pais cantarem com os filhos, e por isso os shows são marcados por tradicionais cantigas de roda, clássicos da MPB (como ‘Super Fantástico’, ‘Nosso Lindo Balão Azul’ e ‘Aquarela’) e músicas autorais, mas nessa época são acrescentadas outras canções que marcam o espírito de Natal. “Cantar com as crianças as músicas natalinas traz as lembranças das festas de família. Sempre quando ouvimos o ‘Noite Feliz’ ou ‘Bate o Sino’, por exemplo, somos transportados para o clima de reunião familiar e isso traz uma sensação muito boa de aconchego, união e alegria”, destaca. A Banda Casa Cantante tem sido uma boa opção para festas de confraternização de empresas e indústrias, por promover uma integração dos funcionários com seus filhos.

Outra banda que investiu em uma seleção musical natalina foi a PG Brass Band Jovem, formada por saxofones, trombones e percussão. Entre as músicas interpretadas estão clássicos como ‘Jingle Bells Rock’, ‘Sleight Ride’ e ‘Angels We Heave Heard On High’. “Esse repertório natalino traz uma certa nostalgia e isso cativa o público. Escolhemos músicas que estão no nosso imaginário, que ouvimos quando éramos crianças, que fazem parte da trilha sonora de filmes e que trazem boas lembranças”, explica o saxofonista Anthonny Ramos. “Nosso som é totalmente instrumental, o que torna o trabalho ainda mais diferente”, completa. O grupo, formado por seis músicos ponta-grossenses, une a tradição das brass bands com um toque de jazz e soul, fazendo com que o projeto envolva e surpreenda o público. Por essas características e por conseguir se adaptar a diferentes espaços, sem haver a necessidade de equipamentos de sonorização, a PG Brass Band Jovem é ideal para apresentações em lojas, supermercados e festas.

“A versatilidade e a criação de novos produtos são fundamentais para uma banda conseguir crescer no mercado. Estes repertórios especiais trazem a possibilidade de aumentar e diversificar o público consumidor, gerando mais oportunidades para o grupo”, revela a produtora cultural Elisângela Schmidt, da Luneta Experiências Culturais. “A Banda Casa Cantante e a PG Brass Band Jovem, por exemplo, são produtos diferentes e inovadores, que chamam a atenção dos clientes porque conseguem criar e desenvolver projetos que vão ao encontro das necessidades deles, cada qual com sua sonoridade e característica específica”, pontua.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 16/12/2019 ás 21:42h
Agronegócio 16/12/2019 ás 21:01h
Ponta Grossa 16/12/2019 ás 20:38h
Ponta Grossa 16/12/2019 ás 19:57h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/300000/cover_00307039_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades