menu

PG investe em turismo autoguiado com tecnologia QR code

Ao todo são 250 placas digitais espalhadas pela cidade trazendo informações dos patrimônios materiais e imateriais da cidade

Mais de 250 placas de QR CODE estão sendo instaladas por toda Ponta Grossa, criando links para o Sistema de Informações do Patrimônio Cultural, com fotografias históricas, vídeos, maquetes eletrônicas, processo de tombamento e pesquisas

Alberto Portugal, diretor de Patrimônio Cultural da Fundação Municipal de Cultura de Ponta Grossa, comentou com exclusividade no portal aRede sobre o mais novo trabalho do setor patrimonial. 

O diretor comentou que esta é a segunda etapa do projeto. A primeira foi em dezembro com o lançamento do Portal Patrimônio PG, que é um sistema de informações, disponibilizando as fotografias históricas, textos, maquetes eletrônicas, vídeos, pesquisas, etc. Agora em setembro surge a ideia dos QR Code. “Nesta segunda etapa da implementação deste sistema já estamos instalando mais de 250 placas que estão sendo espalhadas por toda a cidade. Essas placas fazem links para as pessoas acessarem informações dos patrimônios culturais”, comenta Alberto Portugal.

As placas serão simples, até mesmo para evitar atos de vandalismo. E também serão pequenas para não comprometer os patrimônios tombados. Alberto Portugal comenta que as instalações começaram no final de agosto e espera que todas as placas sejam instaladas até metade deste mês de setembro.

Segundo o diretor de Patrimônio Cultural, as placas que já estão disponíveis apresentam resultado positivo: “Temos visto nestes últimos sete dias, quando a gente começou a instalação que já existe uma movimentação muito grande no sistema. Muito é muito bacana saber que as pessoas estão se interessando, despertando a curiosidade”, comenta Portugal. O projeto segundo o diretor, estará em andamento, trazendo mais fotos, imagens e informações. E o objetivo principal é sensibilizar a população sobre patrimônio material e imaterial.

Os imóveis materiais serão os imóveis tombados e terão as placas fixadas neles, sem causar prejuízo ao patrimônio. Já os patrimônios imateriais, as placas serão colocadas em pontos estratégicos: “Na Rua XV vai ser colocado em um ponto específico, relembrando eventos importantes daquela região. A Festa do Divino, vamos colocar uma placa próximo no lugar onde acontece a festa. As placas não irão ficar concentrados só nos imóveis tombados”, ressalta Alberto.

A finalização de todas as postagens das placas de QR code vai fazer parte do evento do PG Memória. O tema do PG Memória 2020 é “O Passado no Amanhã”. Por conta das medidas de isolamento, esta edição será totalmente online com a transmissão de diversas lives conduzidas por especialistas nos assuntos a serem tratados.

O objetivo é discutir acerca de bens materiais e imateriais. A ideia é sensibilizar sobre o tema, buscando soluções e destacando a importância da preservação, do conhecimento da identidade local, dos símbolos e expressões culturais de Ponta Grossa, da valorização da memória e do patrimônio cultural ponta-grossense. 

O evento online poderá ser acessado pela página no Facebook PG Memória. Todas as lives da programação serão mediadas por Alberto Portugal. O evento foi criado em 2019 e na 1ª edição, que aconteceu em agosto de 2019 no Parque Ambiental, superou as expectativas tanto de público, quanto de interesse dos segmentos representativos da sociedade que participaram.

Últimas Notícias
Bom Dia Astral 05/09/2020 ás 05:00h
Ponta Grossa 04/09/2020 ás 23:59h
Esporte 04/09/2020 ás 23:00h
Ponta Grossa 04/09/2020 ás 22:00h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/330000/cover_00336983_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades