menu

PG investe em turismo autoguiado com tecnologia QR code

Ao todo são 250 placas digitais espalhadas pela cidade trazendo informações dos patrimônios materiais e imateriais da cidade

Mais de 250 placas de QR CODE estão sendo instaladas por toda Ponta Grossa, criando links para o Sistema de Informações do Patrimônio Cultural, com fotografias históricas, vídeos, maquetes eletrônicas, processo de tombamento e pesquisas

Alberto Portugal, diretor de Patrimônio Cultural da Fundação Municipal de Cultura de Ponta Grossa, comentou com exclusividade no portal aRede sobre o mais novo trabalho do setor patrimonial. 

O diretor comentou que esta é a segunda etapa do projeto. A primeira foi em dezembro com o lançamento do Portal Patrimônio PG, que é um sistema de informações, disponibilizando as fotografias históricas, textos, maquetes eletrônicas, vídeos, pesquisas, etc. Agora em setembro surge a ideia dos QR Code. “Nesta segunda etapa da implementação deste sistema já estamos instalando mais de 250 placas que estão sendo espalhadas por toda a cidade. Essas placas fazem links para as pessoas acessarem informações dos patrimônios culturais”, comenta Alberto Portugal.

As placas serão simples, até mesmo para evitar atos de vandalismo. E também serão pequenas para não comprometer os patrimônios tombados. Alberto Portugal comenta que as instalações começaram no final de agosto e espera que todas as placas sejam instaladas até metade deste mês de setembro.

Segundo o diretor de Patrimônio Cultural, as placas que já estão disponíveis apresentam resultado positivo: “Temos visto nestes últimos sete dias, quando a gente começou a instalação que já existe uma movimentação muito grande no sistema. Muito é muito bacana saber que as pessoas estão se interessando, despertando a curiosidade”, comenta Portugal. O projeto segundo o diretor, estará em andamento, trazendo mais fotos, imagens e informações. E o objetivo principal é sensibilizar a população sobre patrimônio material e imaterial.

Os imóveis materiais serão os imóveis tombados e terão as placas fixadas neles, sem causar prejuízo ao patrimônio. Já os patrimônios imateriais, as placas serão colocadas em pontos estratégicos: “Na Rua XV vai ser colocado em um ponto específico, relembrando eventos importantes daquela região. A Festa do Divino, vamos colocar uma placa próximo no lugar onde acontece a festa. As placas não irão ficar concentrados só nos imóveis tombados”, ressalta Alberto.

A finalização de todas as postagens das placas de QR code vai fazer parte do evento do PG Memória. O tema do PG Memória 2020 é “O Passado no Amanhã”. Por conta das medidas de isolamento, esta edição será totalmente online com a transmissão de diversas lives conduzidas por especialistas nos assuntos a serem tratados.

O objetivo é discutir acerca de bens materiais e imateriais. A ideia é sensibilizar sobre o tema, buscando soluções e destacando a importância da preservação, do conhecimento da identidade local, dos símbolos e expressões culturais de Ponta Grossa, da valorização da memória e do patrimônio cultural ponta-grossense. 

O evento online poderá ser acessado pela página no Facebook PG Memória. Todas as lives da programação serão mediadas por Alberto Portugal. O evento foi criado em 2019 e na 1ª edição, que aconteceu em agosto de 2019 no Parque Ambiental, superou as expectativas tanto de público, quanto de interesse dos segmentos representativos da sociedade que participaram.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 30/01/2021 ás 12:07h
Ponta Grossa 30/01/2021 ás 10:59h
Ponta Grossa 30/01/2021 ás 10:30h
Campos Gerais 30/01/2021 ás 09:40h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/360000/cover_00365343_00.jpg?xid=1039734
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades