menu

Mercado imobiliário aquece e construtoras ampliam vendas

Além da mudança de governo e avanço das reformas, novidades nos financiamentos  impulsionaram as vendas em 2019


O mercado imobiliário ponta-grossense está aquecido. O incremento nas vendas e na locação segue a tendência nacional, que também mostra sinais de melhoras em relação ao ano anterior. Somente entre janeiro e setembro deste ano, informa o presidente regional do Sindicato da Habitação e Condomínios (Secovi) Paraná, Carlos Roberto Tavarnaro, a movimentação do mercado no Brasil já superou o volume de negociações registrada durante todo 2018. Em Ponta Grossa, Tavarnaro também destaca que o município não sofreu tanto com crise quanto ocorreu em outras partes do país. Negócios aquecidos tanto nas vendas quanto nos aluguéis, que cresceram especialmente no âmbito comercial.

São diversos os motivos apontados por Tavarnaro como impulsionadores desse crescimento. Os dois primeiros são a mudança de governo e os avanços das reformas planejadas para o país. “Isso trouxe mais estabilidade, mais segurança e capacidade de endividamento por parte do consumidor. É o compromisso de longo prazo, que não existia no governo anterior, que traz mais confiança”, informa. Outro ponto de destaque foi a redução nos juros, por parte dos bancos, para o ramo imobiliário, e a mudança no tipo de financiamento ofertada pela Caixa Econômica Federal. “O financiamento era atrelado ao índice TR, e agora passou a ser ao índice de inflação. Com isso vamos ter a entrada de fundos do mundo inteiro, comprando a carteira da Caixa, que vai ter um poder quase ilimitado de oferta de crédito”, explica. Com isso, o mercado estima que até R$ 1 trilhão seja injetado na economia.

Um ‘case de sucesso’ dos últimos meses é da Prestes Construtora e Incorporadora. A empresa fechou o terceiro trimestre deste ano com o melhor resultado da história da empresa, com um valor comercializado que chegou a pouco mais de R$ 58 milhões. A média comercializada em julho, agosto e setembro, por exemplo, foi maior que o montante comercializado pela empresa em todo o ano de 2016. 

Segundo o superintendente Comercial da Prestes, Marcelo Alves, esse resultado é reflexo do aumento no número de produtos no portfólio da empresa bem como o crescimento na força de vendas. “Nossa equipe conta com aproximadamente 100 corretores, 10 gerentes e dois núcleos comerciais, que atuam em cidades como Ponta Grossa, Castro, Guarapuava, Apucarana e Londrina”, detalha. Segundo ele, o reaquecimento da economia e a oferta cada vez maior de produtos voltados ao mercado imobiliário têm exigido produtos inovadores, que atendam às exigências dos clientes, que primem pela qualidade, ofereçam segurança e tranquilidade, com design moderno e com equipamentos voltados à prática de atividade física.


Plano Diretor pode provocar impacto negativo ao setor

Apesar do momento atual do setor aquecido na cidade, há um temor do mercado quanto ao Plano Diretor, que hoje está na Procuradoria Geral do Município (PGM), para ser transformado em Projeto de Lei para ir para a Câmara. Segundo Tavarnaro, a aprovação, da forma que está, pode afetar a economia municipal. “Os empresários estão bastante angustiados porque não tiveram voz nas audiências públicas, os pontos não foram atendidos. Há uma preocupação em relação ao impacto econômico, especialmente por envolver uma cadeia gigante”, destaca o líder regional do Secovi.

Últimas Notícias
Bom Dia Astral 08/10/2019 ás 01:34h
RC Coluna 08/10/2019 ás 01:17h
Ponta Grossa 08/10/2019 ás 00:53h
Campos Gerais 07/10/2019 ás 20:47h
Ponta Grossa 07/10/2019 ás 20:23h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/280000/cover_00288305_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades