menu

Usina de Tibagi vende R$ 49,5 mi em energia

No total, 12 lotes foram comercializados em leilão, o que representa o fornecimento de 315,56 mil MWh


A Usina Hidrelétrica Tibagi Montante, construída no município de Tibagi, na região dos Campos Gerais, participou, na última semana, de mais um leilão para a venda de energia. O empreendimento, construído pela Tibagi Energia SPE, comercializou 12 lotes, o que representa 315,56 mil MWh. Como o preço da comercialização foi de 157,08 MWh, a negociação foi fechada em R$ 49,56 milhões. A potência habilitada da usina foi de 36 MW, que é a capacidade máxima da usina, com uma garantia física de 21 MW. A usina deverá iniciar o fornecimento dessa energia a partir de 1º de janeiro de 2025, e tem 30 anos para entregar toda a energia comercializada nesse contrato.

O reservatório da usina começou a ser enchido no mês de agosto deste ano. Em setembro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a operação de testes das três turbinas, e agora no início deste mês de outubro, a mesma Aneel recebeu a solicitação da Tibagi Energia e deliberou a operação comercial da primeira turbina da hidrelétrica, com a capacidade de 12 MW. O investimento na construção da Usina Hidrelétrica, realizado no rio Tibagi, a cerca de 3 km do centro da cidade, foi de pouco mais de R$ 200 milhões. A UHE teve a construção de uma barragem em Concreto Compactado a Rolo – CCR, com fechamento em enrocamento, com 490 metros de comprimento e 26 metros de altura máxima. 

O prefeito de Tibagi, Rildo Leonardi, destaca que esse investimento trouxe benefícios ao município desde a construção. “É uma obra de baixo impacto ambiental e que trouxe muitos benefícios, que gerou muitos empregos com carteira assinada a tibagianos - quase 60% dos empregados durante a construção eram tibagianos. Além disso, gerou ISS durante a obra e movimentou o comércio”, disse. A partir da operação, ele menciona outros resultados positivos. “Agora teremos os royalties, além de energia para atração de empreendedores para futuras empresas. Com a UHE, Tibagi ganhou uma nova subestação quase 10 vezes superior a que tínhamos e hoje a cidade está preparada para atrair investimentos que podem gerar empregos para nossa gente”, conclui. 


Leilão movimentou R$ 44 bilhões

No total, o Leilão de Geração nº 04/2019 (A-6), realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), movimentou R$ 44 bilhões em contratos, equivalentes ao montante de 250.148.822 MWh de energia. Ao final das negociações, foram contratados 91 empreendimentos, sendo 27 hídricos, 44 eólicas, 11 solares fotovoltaicas e 9 usinas térmicas, sendo 6 movidas a biomassa e 3 a gás natural. Entre as Usinas Hidrelétricas, duas participaram: além da Tibagi Montante, participou a UHE São Roque, em Canoas, SC, que com uma capacidade instalada de 141,9 MW, vendeu 600 lotes, totalizando R$ 2,47 bilhões negociados.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 01/11/2019 ás 09:20h
Ponta Grossa 01/11/2019 ás 08:38h
Campos Gerais 01/11/2019 ás 08:22h
Ponta Grossa 01/11/2019 ás 08:06h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/300000/cover_00301515_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades