menu

Prefeitura e núcleos equestres planejam a 41ª EFAPI e 32ª Feira Paraná

Objetivo foi fomentar os eventos que serão realizados de 18 a 27 de outubro, período de realização das feiras

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), promoveu uma reunião na manhã desta segunda-feira (29) com representantes dos núcleos e associações equestres com o objetivo de fomentar os eventos relacionados aos cavalos na 41ª EFAPI e 32ª Feira Paraná, que acontecem de 18 a 27 de outubro, em Ponta Grossa.

Além do secretário interino da SMAPA, Bruno Costa, e representantes da secretaria, estiveram presentes os presidentes da Sociedade Rural, Edilson Gorte e do Núcleo Campos Gerais do Cavalo Quarto Milha (NCGQM), Junior Banks, o presidente do Núcleo Caminho das Tropas (NCT), Fellipe Boratto e os diretores Erick Vieira e Junior Demiate, a presidente do Clube Hípico de Ponta Grossa, Manuela Guimarães e o representante das raças Campolina e Muares, Marcos Laidane.

De acordo com Bruno Costa, a Prefeitura de Ponta Grossa, através da SMAPA, contribui no apoio dos eventos e programação envolvendo os equinos. No entanto, reforça o secretário em exercício, todas as informações referentes a datas, provas e organização estão sob responsabilidade da Sociedade Rural. Para o presidente da entidade, Edilson Gorte, a expectativa é que os eventos mantenham a crescente participação de animais e que a representatividade de cavalos seja a maior dos últimos anos nas feiras. 

Na ocasião, os núcleos expuseram as intenções de projetos a serem realizados nos dois eventos que acontecem simultaneamente. De acordo com NCGQM, a projeção é de realizar a 4ª Copa EFAPI 3 tambores na categoria feminino no rodeio, competição de laços team roping e ranch sorting, envolvendo aproximadamente 200 animais. Já o cavalo crioulo com o NCT, após 10 anos retorna para EFAPI e 20 anos para a Feira Paraná com a credenciadora do Freio de Ouro. Provas de morfologia e concentração de machos, com previsão de 150 animais. Através do Clube Hípico, a proposta é realizar provas funcionais com obstáculos, envolvendo cerca de 80 animais, além de trazer uma clínica de horsemanship, para atuar na reabilitação de cavalos, conexão com o cavalo, diagnóstico do comportamento do animal e técnicas de avanço/recuo e dessensibilização. Ainda estão previstas provas de marcha e morfologia, com julgamentos especializados, envolvendo aproximadamente 50 animais.

Com Informações da Assessoria de Imprensa

Últimas Notícias
Ponta Grossa 31/07/2019 ás 10:45h
ao vivo 31/07/2019 ás 10:35h
Esporte 31/07/2019 ás 09:45h
Ponta Grossa 31/07/2019 ás 09:44h
Ponta Grossa 31/07/2019 ás 09:21h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/260000/cover_00269226_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades