menu

Transporte rodoviário amarga prejuízos com o coronavírus

O isolamento da população pode ser bastante danoso ao transporte rodoviário, em curto prazo

Em um caso tão drástico de contágio do novo coronavírus, o número de viagens ao redor do país sofreu um grande impacto. Para evitar contaminação em zonas de risco, o isolamento da população pode ser bastante danoso ao transporte rodoviário, em curto prazo.

O setor de transporte rodoviário, segundo reportagem da CNN Brasil, teme uma brusca queda cerca de 60% no volume de passageiros. Essas perdas significativas em tempos de crise podem se estender por cerca de três meses, o que reforça a necessidade de uma ajuda governamental para que as empresas continuem prestando serviço público de qualidade e atendendo à população. Sem esse apoio, a situação se complica a cada dia, de maneira progressiva, criando um risco a empregos diretos e indiretos.

Neste cenário, há uma gigantesca barreira para que o transporte rodoviário siga operando da mesma forma. Isso preocupa por conta do grande número de empregos gerados pelo setor, bem como o pagamento de impostos e outros tributos. Se o serviço de transporte nacional se tornar escasso, os efeitos colaterais certamente afetarão outras áreas que dependem dele para operar.

Espera-se, por fim, que o governo atue para garantir e oferecer apoio à operação das empresas do setor, reduzindo assim o impacto já causado pela epidemia do coronavírus e suas implicações. Isso se daria por uma suspensão da cobrança de impostos que refletem tanto no valor do diesel quanto no preço final pago pelos passageiros, estancando as perdas e agilizando o processo de recuperação da crise.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 20/03/2020 ás 09:41h
Cotidiano 20/03/2020 ás 09:10h
Ponta Grossa 20/03/2020 ás 08:37h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/310000/cover_00317671_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades