menu

Cooperativas do Paraná faturam R$ 85 bi em 2019

Movimentação financeira cresce em relação a 2018 e cooperativas projetam investimentos de R$ 3,8 bi para 2020


As cooperativas paranaenses mantêm a sua trajetória de crescimento todo ano, e em 2019 não foi diferente. O levantamento preliminar apresentado pelo Sistema Ocepar no Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses, na manhã desta sexta-feira, apontou que o faturamento do setor já superou a marca de R$ 85 bilhões. O valor foi obtido junto às 216 cooperativas vinculadas ao Sistema, e é 1,67% superior aos R$ 83,7 bilhões registrados por mais de 220 cooperativas no acumulado do ano passado. Em números atualizados, as cooperativas do Paraná possuem mais de dois milhões de cooperados e 107 mil profissionais contratados. 

“Apesar das adversidades climáticas vivenciadas no início de 2019, das quais ninguém esteve imune, as cooperativas do Paraná devem confirmar um crescimento no seu faturamento, ultrapassando R$ 85 bilhões, com resultados positivos na ordem de R$ 3,5 bilhões e R$ 2,6 bilhões em impostos arrecadados”, afirmou o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, durante pronunciamento no evento. 

Para próximo ano, a perspectiva é de que as cooperativas ampliem seus investimentos, quase dobrando em relação ao que foi investido no decorrer de 2018, cujos aportes atingiram a marca de R$ 1,95 bilhão. Ricken disse ter a convicção de que, para a viabilização do plano safra é fundamental e estratégica a disponibilização de linhas de crédito rural para investimentos de longo prazo e custeio a juros compatíveis com a atividade produtiva. “Neste contexto, as cooperativas do Paraná demandam o equivalente a R$ 3,8 bilhões para projetos de agroindústrias, armazenamento, tecnologia, infraestrutura e distribuição, para atender quase 60% da produção agropecuária que passam por nossas cooperativas no Estado”, declarou.

O presidente do Sistema Ocepar também destacou o PRC100, que é o planejamento do cooperativismo paranaense, as cooperativas do Paraná mantêm o propósito de atingir R$100 bilhões de movimento econômico ao ano, e disse ainda que o momento reserva boas expectativas. “Governos novos, sinais de retomada econômica, grande demanda por investimentos, principalmente em relação à infraestrutura e maior acesso a mercados. Enfim, há sinais que nos animam e nos levam a acreditar no futuro. Para o cooperativismo paranaense, o ano de 2019 foi positivo, nos mantivemos firmes na estratégia de investimento e busca de novos mercados”, frisou.


Ricken destaca demandas do setor

O presidente do Sistema Ocepar, porém, mostrou algumas preocupações, destacando a necessidade de solucionar outros gargalos, com o propósito de elevar a competitividade do Brasil. “Nosso desejo é que sejam implementadas as reformas condizentes com a realidade do País, que equacionem as deficiências estruturais, principalmente em relação à demanda por investimentos em infraestrutura, como portos, ferrovias, rodovias, energia, dentre outras, que são a origem dos custos elevados da logística e têm penalizado a competitividade, em especial nas comunidades mais distantes dos centros consumidores”.

Últimas Notícias
Mix 06/12/2019 ás 21:45h
Agronegócio 06/12/2019 ás 19:56h
Ponta Grossa 06/12/2019 ás 19:51h
Ponta Grossa 06/12/2019 ás 19:02h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/300000/cover_00305839_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades