menu

PG é uma das 10 cidades que mais geram vagas no país

Saldo da geração de empregos foi positivo em novembro, com 1.049 vagas criadas. Desde janeiro, são mais de 5,8 mil postos gerados

Novembro foi mais um mês positivo na geração de empregos em Ponta Grossa. Pelo sexto mês seguido, a cidade teve um saldo positivo, com mais contratações do que demissões. No período de 30 dias, foram 1.049 vagas formais novas criadas, com registro em carteira. Tal desempenho foi o quarto melhor do Paraná. No acumulado do ano, a cidade se consolida com um dos melhores desempenhos do Brasil: desde janeiro, são 5.854 novas vagas de trabalho criadas, se destacando com o nono melhor desempenho do país, a terceira mais bem colocada da região Sul. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (23) 

Neste mês de novembro, dos cinco setores da economia que geram vagas de emprego, quatro ficaram positivos. O principal destaque em contratações foi o comércio, com 382 novas oportunidades geradas – valor que reflete o aquecimento das vendas do fim do ano, que comumente gera contratações. Outros dois setores de destaque foram os de serviços, com um saldo positivo de 346, e o da construção civil, de 340. A agropecuária, por sua vez, criou seis vagas e ficou positiva. A única que ficou inferior foi a indústria, que perdeu 25 postos de trabalho. Cabe destacar que se fazer uma avaliação somente do segundo semestre, foram 5.748 vagas geradas.  

Já no acumulado do ano, o grande destaque é o setor da construção civil. Impulsionada por grandes obras de infraestrutura (como as trincheiras de acessos em trechos urbanos das rodovias e também a linha de transmissão da Engie), somente este ramo abriu 4.685 novas oportunidades. Entre os outros segmentos, todos também estão positivados, com 824 vagas da indústria, 289 do setor de serviços, mais 32 do comércio, e outros 24 postos de trabalho da agropecuária. Ponta Grossa começou com três meses positivos, mas em abril e maio fechou vagas, perdendo mais de 1,7 mil vagas de trabalho. Porém, desde junho, registra mais admissões do que demissões, com três meses com saldo superior a mil: 1.200 em agosto, 1.742 em outubro e 1.049 em novembro.

Na comparação com as outras cidades, no mês de novembro apenas Curitiba, Maringá e Londrina tiveram saldos melhores na geração de emprego, com números de 8.736, 2.030 e 1.987 vagas, respectivamente. Já no acumulado do ano, os líderes são São Luiz (MA), com 11,6 mil vagas; Manaus (AM), com 11,4 mil; e Barueri (SP), com 11,3 mil. Depois aparecem Parauapebas (PA), com 9.139; Cajamar (SP), com 8.566; seguidas por Joinville (SC), com 7.437; Curitiba, com 6.861; e Campina Grande (PB), com 6.618.

Paraná e Brasil 

Pelo quinto mês consecutivo, o número de contratações com carteira assinada superou o de demissões no Brasil, com 414.556 vagas de emprego criadas em novembro. Com esse valor, o saldo acumulado em 2020 ficou positivo pela primeira vez e chegou a 227.025 postos de trabalho criados ao longo do ano. Quanto ao desempenho de novembro, o Paraná foi o quinto melhor estado, com 29,8 mil vagas criadas. Tiveram desempenhos melhores Rio de janeiro (32,6 mil), Minas Gerais (32,8 mil) e Santa Catarina (33 mil vagas); além de São Paulo, com 138,4 mil oportunidades novas geradas. No acumulado do ano, o Paraná tem o segundo melhor saldo, com 61,5 mil oportunidades criadas, atrás apenas de Santa Catarina, com 67,1 mil.

Últimas Notícias
Mix 23/12/2020 ás 23:25h
Cotidiano 23/12/2020 ás 21:00h
Ponta Grossa 23/12/2020 ás 20:26h
Campos Gerais 23/12/2020 ás 20:15h
Ponta Grossa 23/12/2020 ás 19:40h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/350000/cover_00350694_00.jpg?xid=1014581
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades