menu

PG movimenta R$ 820,1 mi em produtos com o exterior

Valor é a soma das exportações e das importações realizadas pelas empresas em Ponta Grossa em janeiro 


Ponta Grossa quase dobrou a movimentação de produtos com o comércio exterior neste início de 2021. Somadas as importações e exportações registradas em janeiro, foram R$ 820,1 milhões em produtos movimentados, valor que aumentou 89,7% na comparação com os R$ 432,1 milhões registrados no primeiro semestre de 2020. Essa grande diferença ocorreu devido à soja, que teve alta tanto na importação quanto na exportação. O aumento na movimentação de mercadorias ocorreu tanto na compra de produtos de outros países quanto na comercialização de produtos para o exterior. Os números foram revelados pelo Ministério da Economia. 

No caso das exportações, por exemplo, elas saltaram de R$ 221,6 milhões, em janeiro de 2010, para R$ 346,2 milhões neste ano, o que representa um incremento de 56,2% na venda de produtos a outros países. Historicamente, o produto mais comercializado é a soja e seus derivados, e este ano não foi diferente: os resíduos resultantes da extração do óleo de soja corresponderam a 71% de tudo exportado pelo município, totalizando R$ 245 milhões, montante 111% superior aos R$ 115 milhões vendidos em 2020. Os outros principais produtos exportados foram embalagens Tetra Pak (R$ 34 milhões), painéis de madeira (R$ 11,4 milhões) e açúcares (R$ 10 milhões).

Por outro lado, as importações tiveram um crescimento ainda maior, de 125,1%, chegando a superar as exportações. No total, R$ 473,8 milhões em produtos foram importados neste mês de janeiro, ou seja, R$ 127,8 milhões a mais que as exportações. Em 2020, o valor de produtos importados foi de R$ 210,5 milhões. O principal produto importado também foi a soja: R$ 148,8 milhões adquiridos de outros países, especialmente do Paraguai. Na comparação com 2020, quando os valores somaram R$ 6,4 milhões, aumentou 22 vezes. Na sequência, como principais produtos comprados apareceram máquinas para limpar, encher e ou rotular garrafas (R$ 30,5 milhões), partes de acessórios de veículos (R$ 27,6 milhões) e adubos (R$ 23,3 milhões).

Com esses números, Ponta Grossa se destacou na quarta colocação no ranking estadual das exportações, com 6,9% do total, e teve o 45º melhor desempenho do país neste ranking; enquanto que nas importações, foi o quinto melhor resultado, com 7,7% do total estadual, e o 32º melhor desempenho do Brasil. Porém, como as importações foram superiores às exportações, a balança comercial teve um deficit, que ficou na casa de R$ 127,6 milhões.


Europa é o principal destino 

O principal destino das exportações de Ponta Grossa foi a França. O país europeu recebeu R$ 93,5 milhões em produtos, ou seja, 27% de tudo o que foi exportado pelo município. Logo depois, o país que mais adquiriu os produtos da cidade foi a Polônia, também da Europa, com R$ 64 milhões movimentados. Já a terceira posição foi da Tailândia, que recebeu 13% do total, ou seja, R$ 45,1 milhões, seguida pela Romênia, que adquiriu R$ 29,26 milhões. Também se destacaram Chile (4,14%), Gana, na África (3,95%), Argentina (3,61%), China (3,27%) e Estados Unidos (3,08%). Já por parte das importações, os países que mais venderam produtos para Ponta Grossa foram a Alemanha (R$ 96,2 milhões), China (R$ 87 milhões), Estados Unidos (R$ 82 milhões) e Paraguai (R$ 75,4 milhões).

Últimas Notícias
Ponta Grossa 08/02/2021 ás 20:15h
Ponta Grossa 08/02/2021 ás 19:50h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/360000/cover_00366470_00.jpg?xid=1043267
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades