menu

Em PG, motoristas de Uber pressionam por rejeição de projeto

Profissionais são contra projeto que trata da regulamentação da atividade. Medida já foi retirada da pauta

Motoristas de aplicativo de transporte individual lotaram a Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) - os profissionais ocupam toda a galera destinada ao público. A presença dos motoristas na sessão desta segunda-feira (2) foi motivada por um projeto que tratava da regulamentação do serviço. A proposta deveria ser votada na sessão desta segunda, mas acabou sendo retirada ainda na semana passada. 

De acordo com representantes dos motoristas, a presença é para “pressionar” pela votação do projeto e retirada da iniciativa do trâmite parlamentar. Com isso, o grupo cobra que a iniciativa, retirada da pauta anteriormente, volte a ser discutida e seja rejeitada e arquivada, definitivamente. 

Contexto do debate

A proposta do Poder Executivo previa a cobrança de R$ 1,07 para cada KM rodado por motoristas de aplicativos como o Uber e o 99. Após muita polêmica, o texto foi retirado pelo Poder Executivo - a iniciativa transitava no Legislativo desde 2017. Ainda na semana passada, o prefeito Marcelo Rangel (PSDB) apresentou uma alternativa ao projeto - a ideia do gestor é de uma taxa fixa de R$ 5 por motorista e que seria revertida para o setor de assistência social.

Após a polêmica, o Poder Executivo também anunciou a criação de uma comissão especial para tratar do assunto - o grupo será formado por vereadores e representantes do setor. Além disso, os vereadores Geraldo Stocco (REDE) e Eduardo Kalinoski (PSDB) irão convocar uma audiência pública para discutir o tema com a proposta de ampliar, coletivamente, o debate sobre o tema.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 03/09/2019 ás 09:02h
Ponta Grossa 03/09/2019 ás 08:18h
Ponta Grossa 03/09/2019 ás 07:39h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/280000/cover_00283673_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades