menu

MP analisa irregularidades nas eleições do Conselho Tutelar

Reunião nesta quinta-feira (10) entre promotora e lideranças do CMDCA apura conduta de candidatos em Ponta Grossa durante o pleito.

Representantes do Ministério Público do Paraná (MP-PR) se reúnem nesta quinta-feira (10) com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Ponta Grossa para analisar denúncias de irregularidades durante as eleições para o Conselho Tutelar, realizadas no último domingo (6). No encontro, a promotora Caroline Schaffka Teixeira de Sá receberá lideranças do CMDCA para tomar conhecimento do caso.

De acordo com a assessoria de imprensa do MP-PR, o encontro tem o objetivo de apurar a conduta de alguns candidatos e aliados durante o pleito, suspeitos de realizar ‘boca de urna’ nos corredores e arredores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), local de votação na cidade. O encontro está marcado para as 14h30 na promotoria de Justiça.

Ao menos oito candidatos estão sob a mira das denúncias – os nomes não foram divulgados pelo Ministério Público. A expectativa é que sejam apresentadas provas colhidas durante o pleito, para que o órgão de justiça possa dar embasamento na denúncia e prosseguir com as investigações.

No último domingo (6), Ponta Grossa escolheu 15 novos conselheiros tutelares após uma eleição marcada reclamações de ambas as partes em relação às atitudes de alguns candidatos. Uma das denúncias foi realizada pelo presidente do Conselho Municipal LGBT e acadêmico de Direito, Matheus Worschech Fernandes. Os dados foram repassados ao CMDCA e devem ser discutidos durante a reunião. Outros advogados também estão envolvidos no processo.

As eleições do Conselho Tutelar serviram como ‘termômetro’ para analisar como deve ser desenhado pleito municipal do próximo ano. Alguns representantes da sociedade, como vereadores e deputados, demonstraram apoio a candidatos e estiveram presentes durante todo o domingo de votação na UEPG.

Eleições foram canceladas em cinco cidades

As cidades paranaenses de Campo Largo, Curitiba, Ivaí, Ivaté e Paranaguá tiveram as eleições para conselheiros tutelares suspensas ou anuladas por conta de irregularidades, de acordo com informações do Ministério Público do Paraná. Nesses locais serão realizadas novas eleições. Segundo informações do MP-PR, as Promotorias de Justiça da Criança e do Adolescente ficaram responsáveis pela fiscalização.

Últimas Notícias
Campos Gerais 10/10/2019 ás 09:23h
Ponta Grossa 10/10/2019 ás 08:36h
Ponta Grossa 10/10/2019 ás 08:05h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/280000/cover_00288636_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades