menu

Aliel ressalta “luta histórica” por transparência no transporte

Deputado federal ressaltou falta de transparência no sistema. Ação de autoria de Aliel garantiu queda no valor cobrado do usuário

O deputado federal Aliel Machado (PSB) visitou a redação do Jornal da Manhã e do portal aRede nesta quinta-feira (14). O parlamentar é autor de uma ação na Justiça que obrigou a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) a diminuir o valor da tarifa de R$ 4,30 para R$ 3,80. A Viação Campos Gerais (VCG), empresa responsável pela concessão, recorreu da decisão junto ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). 

Durante a entrevista (clique aqui para conferir), Aliel destacou que a discussão sobre transporte é uma “luta histórica”. “Desde 2005, cobro mais transparência no transporte coletivo. Eu fui processado por essa empresa [VCG] e cheguei a ser atropelado durante um protesto. Essa não é uma discussão nova, mas que ainda segue sendo necessária”, garantiu o deputado. Desde o movimento estudantil, Aliel debate questões ligadas ao transporte público.

A ação movida pelo deputado questiona, entre outras coisas, a falta de transparência no sistema de transporte coletivo - a decisão judicial de primeira instância anulou o decreto que reajustou de R$ 3,80 para R$ R$ 4,30 o valor da tarifa de ônibus. “Essa decisão foi tomada foi tomada em um processo que começou em fevereiro, quando a empresa pediu o reajuste. Já naquele mês conseguimos impedir que o valor fosse reajustado”, disse Aliel. 

O deputado faz referência ao pedido feito pela Viação para a chamada ‘revisão da planilha’ - o procedimento é garantido por lei e feito quando o aumento nos insumos outros quesitos que compõem o preço do transporte aumentam de valor e prejudicam o lucro da empresa. “Destaquei aqui apenas um aspecto, que é a transparência, mas também existem outras discussões como a falta de investimentos nos terminais que precisam ser observadas”, afirmou Aliel. 

Durante a entrevista, Aliel ressaltou ainda que o “discurso sobre o transporte não é fácil”. “Muita gente faz discurso demagogo falando de quebrar o monopólio, de conceder novas linhas e etc. Mas o discurso sobre esse tema não é fácil, pra mim o maior problema é a falta de controle sobre número de passageiros. Isso não pode ser feito por amostragem como atualmente se faz”, criticou o parlamentar. 

Através da assessoria de imprensa, a Viação Campos Gerais (VCG) informou apenas que recorreu ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) e que aguarda a votação do agravo. 

Decisão em 2017 ‘congelou’ o valor por 19 dias

Em 2017, uma outra decisão conquistada por Aliel Machado, junto do vereador Geraldo Stocco (REDE), ‘congelou’ a tarifa em R$ 3,20 por 19 dias - na época, em 2017, o município autorizou o reajuste para R$ 3,70. A ação movida pelos políticos também questionava a falta de transparência no setor, mas acabou sendo ‘reformada’ no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Últimas Notícias
Ponta Grossa 14/11/2019 ás 22:03h
Ponta Grossa 14/11/2019 ás 20:13h
Agronegócio 14/11/2019 ás 19:41h
Ponta Grossa 14/11/2019 ás 19:40h
Ponta Grossa 14/11/2019 ás 19:10h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/300000/cover_00303269_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades