menu

Jocelito Canto analisa candidatura à Prefeitura de PG

Comunicador destacou que foi “convencido” pelas filhas a reavaliar decisão de se aposentar da política

Afastado da vida pública desde 2010 quando terminou o mandato como deputado estadual, Jocelito Canto pode retornar à vida pública em outubro de 2020. O comunicador diz ter sido “convencido” a pensar sobre disputar o cargo de prefeito de Ponta Grossa - amigos e familiares, especialmente as filhas Mabel e Joce Cantos, teriam sido as responsáveis por fazer com que Joce repensasse a aposentadoria da vida pública. 

Nesta quarta-feira (4), Joce conversou com a reportagem do Jornal da Manhã e do portal aRede sobre a possível candidatura - a entrevista faz parte da série de podcasts sobre o tema. “É cedo para falar sobre a candidatura, mas eu estava quieto no meu canto, decidido a não participar. Mas minhas filhas me convenceram, eu sou jovem, tenho só 55 anos, agora é o momento da experiência”, diz.

Quando foi eleito prefeito de Ponta Grossa, em 1996, Jocelito tinha apenas 31 anos de idade e uma carreira promissora no rádio e na política - ele já havia sido eleito deputado estadual em 1994. “Fui prefeito muito novo, agora estou discutindo essa possibilidade. Havia uma questão de impedimento legal sobre a minha candidatura, mas entende-se que não há mais problema, tem jurisprudência nesse sentido”, disse Joce.

Jocelito foi alvo de uma série de ações na Justiça sobre o período que comandou o Palácio da Ronda. “Hoje prova-se que não fiz nada de errado, nunca embolsei dinheiro, pelo contrário. Na época eu fui vítima de alguma perseguição política, perseguição do Ministério Público. Agora, 20 anos depois, mostra-se que eu não fiz nada de errado, fui punido de forma injusta”, afirma. 

Canto deixou a Prefeitura em 2000, quando perdeu a eleição para Péricles de Mello (PT). Quando foi eleito prefeito nos anos 1990, Joce era filiado ao PTB - atualmente o comunicador está no PSC, mas já foi procurado por outras legendas. “O Podemos, do senador Alvaro Dias, já me convidou para ser candidato a prefeito. Temos conversado com vários partidos”, disse o comunicador. 

Jocelito foi enfático ao falar sobre a possibilidade de tirar a candidatura do papel e colocá-la na rua (e nas redes sociais). “Ninguém é candidato de si mesmo, estou conversando com o Marcio Pauliki [SD], com o Aliel Machado [PSB], ninguém ganha sozinho”, afirmou. “Fiz coisas boas como prefeito, acho que está na hora de dar mais uma contribuição, mas temos que ouvir a população. Só vou ser candidato se a população quiser”, disse Joce. 


Reconhecimento dos grupos políticos da cidade

Joce não concorre a uma eleição desde 2008, quando tentou voltar a ser prefeito de Ponta Grossa mas acabou derrotado. No entanto, ele participou ativamente da campanha da filha, Mabel Canto (também do PSC), eleita deputada estadual em 2018. “Temos grupos políticos fortes na cidade, é preciso conversar com todos. Temos o grupo do prefeito Marcelo Rangel e do [secretário] Sandro Alex, o grupo do Aliel Machado e o grupo do Marcio Pauliki. Mas também temos o grupo da Mabel e do Jocelito Canto”, garantiu. 


Retorno às pesquisas de opinião

O ex-prefeito destacou que a decisão de ser ou não candidato dependerá das próximas pesquisas. “Meu nome estava fora das pesquisas, eu aparecia somente naquela pergunta espontânea. Meu nome agora vai começar a aparecer. Não sou candidato de mim mesmo”, disse Joce. O ex-prefeito destacou ainda que a polarização política entre esquerda e direita não teria lugar no seu governo. “Uma boa administração tem gente de esquerda, gente de direita. Esse discurso extremista não serve”, afirmou.

Últimas Notícias
Campos Gerais 04/03/2020 ás 22:00h
Ponta Grossa 04/03/2020 ás 21:53h
Ponta Grossa 04/03/2020 ás 21:45h
Campos Gerais 04/03/2020 ás 21:30h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/310000/cover_00315746_00.jpg
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades