menu

Lideranças regionais destacam a importância do Livro-Anuário

Nova edição do projeto aborda o potencial turístico e econômico dos Campos Gerais

O lançamento do Livro-Anuário estimula o debate em torno do setor turístico e da economia nos municípios da região. As lideranças que atuam em prol do desenvolvimento dos Campos Gerais evidenciaram, ao longo da semana, a importância do projeto para a divulgação do potencial existente nas cidades, especialmente em meio a este cenário de retomada.

O presidente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) e prefeito de Castro, Moacyr Fadel (Patriota), parabenizou o Grupo aRede pela 12ª edição do ‘Caminhos dos Campos Gerais’. “Agradeço ao Grupo aRede por sempre atuar como parceiro da nossa região, especialmente através do Livro-Anuário que destaca o nosso turismo. É uma proposta que leva informações com credibilidade para todos”, destaca o gestor.

Para o deputado federal Aliel Machado (PSB), a escolha do tema deste ano foi um grande acerto. “Passamos por uma grave crise econômica e temos no turismo uma esperança para recuperar empregos e desenvolver todos os municípios”, explica o parlamentar. “Temos o privilégio de ter uma extensa gama de belezas naturais que possibilitam essa retomada. Além de vender positivamente a imagem dos Campos Gerais, o projeto conduzido pelo Grupo aRede trará muitos frutos para todos”, exalta o deputado.

Enquanto maior município, Ponta Grossa concentra boa parte das riquezas regionais e se consolida anualmente como um polo turístico do Paraná. Estes quesitos foram abordados no novo Livro-Anuário, que também colabora para um diagnóstico socioeconômico do município. O secretário municipal da Fazenda, Cláudio Grokoviski, diz que a proposta atua como uma excelente ferramenta para divulgação dos projetos efetivados pelas prefeituras. “O anuário oferece um mapeamento detalhado da economia local e serve como uma opção para aqueles que pretendem investir em Ponta Grossa ou outras cidades”, afirma. “Os números socioeconômicos trazem o crescimento do PIB e a evolução das receitas municipais, o que demonstra o bom desempenho contabilizado nos últimos anos”, reforça o responsável pela pasta.

O secretário de Turismo de Ponta Grossa, Paulo Stachowiak, acredita que o setor é uma “indústria sem chaminés”, uma vez que atua diretamente no fomento da economia. De acordo com ele, a cidade caminha a passos largos para se tornar um dos grandes centros turísticos do país. “A possibilidade de registro por meio deste livro dialoga muito com o trabalho que estamos realizando”, enaltece Stachowiak. “É um projeto que ajuda a trazer o desenvolvimento para várias localidades e mostra que Ponta Grossa tem a capacidade para atrair a chegada de novos parceiros”, destaca.

A presidente da Ponta Grossa Campos Gerais Convention & Visitors Bureau, Thais Pius, o lançamento do anuário é algo fundamental frente ao atual cenário. A associação, que reúne representantes ligados ao empresariado, atua sem fins lucrativos com o objetivo de estimular o fluxo de visitantes na região. “É uma iniciativa muito importante para nós, visto que retrata o panorama do setor em todos os municípios”, afirma Thais. “Estamos cientes que, desde o início da pandemia, todos os segmentos do turismo estão sofrendo. Antes de tudo, sabemos que o setor resiste e por isso, acreditamos nessas parcerias”, reforça a presidente da entidade.

O presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl, também parabenizou o Grupo aRede pelo projeto. “É uma obra maravilhosa para os Campos Gerais que reflete a expectativa que todos têm com relação à retomada”, diz o responsável pela autarquia estadual. “Existe um envolvimento muito grande de toda a comunidade para fazer do turismo novamente um dos pontos fortes do Paraná”, encerra.


Modelo de concessão é inovador

A Vila Velha é o primeiro parque concedido pelo Governo do Paraná à gestão da iniciativa privada. O contrato de concessão foi assinado em fevereiro de 2020 e a empresa responsável pela gestão é a Soul Vila Velha, do grupo Soul Parques. Após um investimento de aproximadamente R$ 15 milhões em infraestrutura e novos atrativos, o parque foi reaberto em setembro. No período em que o local permaneceu fechado, a equipe implementou melhorias para oferecer ao visitante uma experiência mais completa e rica durante todo o passeio.

Atualmente, o parque atrai pessoas de todo o país, seguindo um rigoroso protocolo de segurança. “É uma satisfação poder participar da nova edição do Livro-Anuário, uma vez que o foco é o turismo. Os Campos Gerais vivem uma nova era dentro do setor e colocar isso em pauta é algo fundamental”, ressalta o gestor da Soul Vila Velha, Leandro Ribas.

Últimas Notícias
Ponta Grossa 17/09/2021 ás 12:41h
Vamos Ler 17/09/2021 ás 12:00h
Ponta Grossa 17/09/2021 ás 10:54h
Ponta Grossa 17/09/2021 ás 10:41h
Destaques
Fluidos Positivos
Paulo Coelho
VÍDEOS
Mix
/img/cover/390000/capa_00393679_0_202109162213.jpg?xid=1134496
+ Empregos
+ Bom Dia Astral
+ Romulo Cury
+ Variedades